Ache aqui o que você procura!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Porquês

Antes do assunto de hoje um lembrete:

É hoje! Não deixe de conferir: Dia de conscientização!!!

 ====================================================


Ô mãe, porque que o céu é azul?

Se você é mãe (ou pai) e ainda não ouviu essa pergunta, prepare-se. Logo terá que responder a essa e a muitas outras.

A fase dos porquês se constitui num verdadeiro martrírio para pais inexperientes porque crianças não se contentam com respostas vazias do tipo "porque sim".

Quando perguntam algo, querem uma resposta que as convença. 
Nada de explicações com embasamento científico ou respostas longas e enfadonhas, querem apenas que você diga em três ou quatro palavras porque não dá para pegar o vento, porque a chuva é molhada, porque a lua é redonda, porque o nome da vaca é vaca, porque, porque e mais porque.

Pior do que ter que raciocinar na velocidade da luz para explicar de forma brilhante algum dos intermináveis porquês da criançada é quando elas te perguntam o porque do porque!


Algumas explicações sobre o fenômeno:


Esta fase dos "porquês" surge habitualmente por volta dos 3/4 anos (temos que ter em conta que também depende da estimulação e capacidade intelectual de cada criança entre outros fatores ambientais e familiares) e refletem uma curiosidade por vezes insaciável perante o mundo. Esta é uma fase muito importante para o desenvolvimento cognitivo (intelectual) da criança. Nesta fase a criança tem uma grande necessidade de compreender os limites e as particularidades do mundo que a rodeia porque de fato está a ver e sentir mais do que consegue compreender.

- SUGESTÕES para enfrentar a enxurrada dos porquês...

- Nunca ignore uma pergunta do seu filho, ouça-o com atenção.
- Se não estiver certo(a) do que vai responder diga-lhe que mais tarde lhe responderá, depois de ter refletido ou pesquisado o assunto em questão.
-As suas respostas devem ser adequadas à idade, num vocabulário adequado e de fácil compreensão.

- Não elabore mentiras ou "respostas fantásticas" que a criança acaba por perceber que não corresponde à verdade. Respondendo com uma mentira o seu filho deixará de confiar nas suas afirmações.
- Existem momentos próprios para fantasiar e outros para responder concretamente ás questões dos seus filhos, deve tentar diferenciá-los.

- Evite dar respostas antes da criança perguntar, dê-lhe tempo para pensar e formular as questões.
- Nunca entre em contradição com o seu parceiro pois isso vai confundir a criança.

- Amor, atenção estão na essência das respostas mais saudáveis aos porquês do seu filho.
  Dra. Carmen Ganopa, Psicóloga Clínica 



==============================================================================



Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Lidar com criança tem que ser artista, ela nos metem em cada enrascada de dar medo. Valeu pela dicas.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Passndo aqui para te desejar uma excelente semana!
    Bjssss

    ResponderExcluir
  3. Oi Tuka, embora desesperadora algumas vezes, a fase do porquê é uma delícia!!! rss

    Excelente texto!!!

    bjs,

    Cláudia

    ResponderExcluir
  4. Adooooro qdo essas figurinhas começam com os seus questionários infinitos...rs
    Acompanho bem de pertinho o crescimento do meu priminho que hoje já está com 7 anos.
    é muito engraçado ver os questionamentos, as suas carinhas de dúvida, o jeitinho de vir perguntar.
    já tive que responder muitas questões embaraçosas, e confusas, mas é muito bom...

    ResponderExcluir
  5. Oi Tuka, a fase dos porquês é a mais difícil, porque você é colocada em cada saia-justa... mas, de qualquer forma os pais aprendem muito nessa época, amadurecem ao ter que crescer com eles.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu não tenho filhos, mas a minha sobrinha já me coloca em cada uma com apenas 2 anos de idade que não quero nem imaginar quando tiver com 03 ou quatro.

    Outro dia ela ficou apontando a perna de um deficiente na rua. Gritando que ele tinha quebrado... veja isso? rs

    A gente racha a cara de vergonha, rs

    ResponderExcluir
  7. Qundo uma criança me para e pergiunta algo eu tenho ate medo.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  8. A Bruna não é muito de porques, mas quer confirmação PRA TUDO.
    "Mãe, não é que não pode comer comida que cai no chão?"
    "Mãe, não é que tem que escovar os dentes depois de comer?"
    "Mãe, não é que..."
    E é infinito, mas é mais uma das loucas delícias da maternidade né?

    Mil beijos
    Cacau

    ResponderExcluir
  9. A Bruna não é muito de porques, mas quer confirmação PRA TUDO.
    "Mãe, não é que não pode comer comida que cai no chão?"
    "Mãe, não é que tem que escovar os dentes depois de comer?"
    "Mãe, não é que..."
    E é infinito, mas é mais uma das loucas delícias da maternidade né?

    Mil beijos
    Cacau

    ResponderExcluir
  10. Qundo uma criança me para e pergiunta algo eu tenho ate medo.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  11. Lidar com criança tem que ser artista, ela nos metem em cada enrascada de dar medo. Valeu pela dicas.
    Bjux

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...