Ache aqui o que você procura!

sexta-feira, 4 de março de 2011

O sexo do bebê? Gêmeos!

Quando a Yasmin era pequena, já tinha o desejo de ter um terceiro filho, mas esse desejo foi sendo sistematicamente adiado por conta da situação financeira e todo o resto. Quando ela já estava com uns 8 anos, depois de uma consulta ao GO onde ele me recomendou que parasse com a pílula pois estava me trazendo mais problemas que benefícios, eu e o marido conversamos muito a respeito, se faríamos algum procedimento definitivo ou se ainda teríamos mais filhos. Eu já tinha dois e mesmo desejando mais um, daria-me por satisfeita se ele não quisesse mais. Mas ele tinha só a Yasmin e achava que deveríamos "entregar pra Deus" e assim fizemos.

Apesar desta decisão, e de termos voltado a falar neste assunto outras vezes chegando sempre ao mesmo veredicto, tomei um susto quando percebi que estava grávida. Comprei um exame de farmácia para confirmar minhas suspeitas e não deu outra. Saí do banheiro com o resultado do exame na mão, tremendo igual a vara verde e fui dar a "boa nova" ao marido, que ficou branco e tremendo tanto que teve que voltar pra cama. Mas passado o susto, vibramos bastante.

Os amigos estavam mais curioso do que nós para saber o sexo do bebê, tanto que reuniram-se e nos deram de presente de Natal um exame de ultrassom. Dia 26 de dezembro, eu com quase 5 meses de gestação, entro na sala de exames acompanhada do marido. A médica me acomoda na mesa, passa o aparelho na minha barriga e pergunta: "Vocês já sabiam que eram dois bebês né?" Oi? Como assim, dois bebês? Na hora achei que fosse piada, pois os amigos diziam que tinha que ser 4 ou 5 bebês para que cada casal pudesse ser padrinho de um, achei que tinham falado isso pra doutora. Mas ela, percebendo que nós fomos pegos de surpresa, manteve-se em silêncio e calmamente nos mostrou: "aqui tem um e aqui tem outro."

Esta é a posição aproximada com a que elas estavam: Camila pra cima, mas atravessada por cima da Aline que estava virada pra baixo
Choque total. Eu não sabia se dava risada ou se chorava. Misto de pânico absoluto com uma alegria incontrolável. Marido ficou mudo e por uns três dias ficou meio fora do ar, eu falava com ele de sabonete e ele me respondia de avião, tipo assim. Difícil foi lidar com minha amiga Deise que me encontrava todos os dias e me perguntava: "como vai vocês três?" e eu dizia que se tivessem dois bebes ali dentro, eu dava um pra ela Até hoje a danada me cobra querendo saber qual das duas que é a dela...

E foi assim, aos 5 meses de gestação, apenas 2 meses antes delas nascerem, que eu descobri que esperava gêmeos. Neste mesmo exame ficamos sabendo que eram duas meninas e logo partimos para a escolha dos nomes. Eu já tinha Aline em mente desde a gravidez da Yasmin, queria que fosse Aline, mas minha prima Patrícia tinha posto este nome na filha dela que nasceu menos de um ano antes da Yasmin. Então o Aline já estava meio que decidido. Entre várias outras opções, apareceu o Letícia, que depois viria a ser da nossa caçulinha, mas o pai escolheu Camila para formar a dupla.

Depois dessa descoberta, comecei a entender melhor os movimentos que o bebê que eu julgava ser único fazia na minha barriga, uma hora aqui e em seguida lá do outro lado. Aos poucos, comecei a perceber que a Aline estava mais apertadinha, Camila era muito espaçosa, e que já disputavam o espaço delas. Já dentro da barriga, demonstravam ter personalidades diferentes e isso se confirmou depois do nascimento.

Eu tive muito medo de não dar conta, mas não é que até que me saí bem? Mas isso é assunto pra outro post...



.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Que delícia de post! Imagine só a sua surpresa quando descobriu! E o trabalhão que deve ter tido com dois bebês ao mesmo tempo! Mas, acho que deve ser uma experiência maravilhosa, especialmente a observação das diferenças das duas!
    Muita saúde e luz para vocês!
    Beijo
    Adri

    ResponderExcluir
  2. QUerida Tuka
    Deve mesmo ser um susto quando o médico diz que são dois ! Especialamente quando o médico não sabia que a gente não sabia e fala naturalmente... Minha sogra também teve gêmeos: 2 rapazes, irmãos do meu marido, mas que não são idênticos. Ele sempre fala da trabalheira que foi criar os dois ao mesmo tempo.. Imagino ! Mas como diz o velho e bom ditado: Deus só dá o frio conforme o cobertor. Se vcs foram mães de gêmeos é porque Ele sabia que vcs podiam dar conta do recado... Um grande abraço e um ótimo carnaval pra vcs

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu tentei imaginar o susto de você ao saber que eram 2 bebês...

    Deve ser o choque mais gostoso de se ter né?

    Você falou de sentir elas mexendo e então eu conto uma coisa, essa é a sensação que mais tenho curiosidade de sentir na vida... deve ser impagável né???

    beijos

    ResponderExcluir
  4. falei pra Calu ontem mesmo. mães de gêmeos são minhas ídalas!

    ResponderExcluir
  5. Imagino sua situação, depois que a Valentina "virou" Arthur, morro de medo de ultrassom, meu medo na proxima é serem dois, rs

    Beeijoca

    ResponderExcluir
  6. Tuka amada,
    Eu simplesmente amooo esses posts que vc conta das suas experiências!
    Morri de rir com o marido fora do ar, mas sei que na hora que estamos vivendo a situação tudo parece aterrorizante, msm!
    O bom é que agora vcs estão aí, bem, felizes e tudo está dando certo!!!

    Vc está se saindo maravilhosamente bem, menina!!!

    bjs,

    Cláudia

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...