Ache aqui o que você procura!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

SUS de Cachoeira no Jornal do Almoço

Hoje no Jornal do Almoço, programa local da RBS Tv que passa no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, saiu uma reportagem falando sobre o pronto atendimento do SUS aqui em Cachoeira do Sul. A reportagem fala específicamente sobre a precariedade do posto, faltando falar sobre a precariedade do atendimento em si. Então falo eu.

Os funcionários até se esforçam, se forem tratados com educação e respeito, também tratam à todos com educação e respeito, mas o atendimento é no mínimo tosco. É sempre cheio de gente, um único médico atende à todos. Não tem um pediatra no posto, as crianças são atendidas por clínico geral. A triagem só serve para dar (alguma) prioridade para quem necessita de atendimento com mais urgência, mas não há uma área de isolamento para quem esteja com suspeita de doença contagiosa. Por exemplo: em pleno surto de catapora na cidade, fui ao posto com minha pequena e fiquei sentada ao lado de uma criança com suspeita da doença. Alguns médicos atendem com total preguiça a falta de vontade que chega a ser repugnante. Médico com jaleco sujo (imundo), unhas grandes e sujas, cara de sono e arrastando as chinelas em plena luz do dia é comum por ali. Não é querer julgar pela aparência, o médico em questão até é um bom médico, mas acho que medicina e falta de higiene pessoal são duas coisas que não combinam.

Espera-se por horas por um atendimento de 5 minutos (se tanto) e o médico na maioria das vezes nem olha pra cara do paciente. Na maioria das vezes querem que a gente mesmo dê o diagnóstico, eles escrevem uma receita e mandam embora. Se o atendimento no posto médico, com consulta marcada ainda fosse melhor do que isso não era nada, mas não é. Depois ainda falam em medicina preventiva, fazem campanha na tv para as pessoas procurarem um médico ao menor sinal de algum problema e NUNCA se auto-medicar. Mas não explicam como a gente faz isso num lugar como esse.

Esse papo todo não vai mudar em nada a situação do atendimento por aqui, mas ilustra a situação para quem não conhece. Como falei neste post AQUI, o SUS até funciona, mas é preciso que se dê à ele um mínimo de estrutura para ser eficaz.

Abaixo reproduzo o vídeo do 3º bloco do programa onde a reportagem foi exibida. É o bloco inteiro, pois não consegui descobrir como colocar só a reportagem, mas arrastem a barrinha até mais ou menos os 50 segundos de exibição que é quando começa a reportagem.

Aliado à tudo o que falei, ainda tem mais isso que a reportagem mostra. 









.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Olá Tuka
    Infelizmente isso não é um privilégio da sua cidade, postos de saúde como esse da reportagem, são comuns no Brasil. No brasil, a saúde vai de mal a pior.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. É revoltante.. só digo isso... e triste tbm.

    ResponderExcluir
  3. Fico triste em ver que coisas assim ainda acontece.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  4. Oi querida! Puxa, que situação triste... Por aqui, graças a Deus, as coisas são bem diferentes. Temos um CS muito bom e um hospital q é referência na região, e tudo atendido pelo SUS. Na minha opinião, a culpa disso que ocorre aí é do poder público municipal, já q quem gerencia as verbas do governo federal é o prefeito.
    Desejo ardentemente q tudo melhore por aí, porque atendimento de saúde, tem q ser de qualidade ;)
    Beijos amore, linda semana =*

    ResponderExcluir
  5. Eu fico indignada em saber que pagamos um absurdo de imposto e não temos direito ao minimo que é educação e saúde de qualidade. bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu fico indignada em saber que pagamos um absurdo de imposto e não temos direito ao minimo que é educação e saúde de qualidade. bjs

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...