Ache aqui o que você procura!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Quem eu sou e quem eu gostaria de ser

Acho que esse post vai ser um daqueles em que vou falar, falar e não dizer nada, mas vamos lá, vou tentar me explicar.

Tenho pensado muito sobre isso. Existe uma pessoa que é a idealizada por mim. É feita dos meus pensamentos, dos meus sentimentos mais fortes, dos meus desejos mais profundos. E existe a pessoa que eu mostro, que na essência é a mesma, mas se comporta diferente da maneira que gostaria.

Eu mostro aqui no blog, com as minhas reflexões e ponderações, uma pessoa equilibrada, ponderada, bem educada, carinhosa e gentil. E eu sou assim mesmo, mas não sou assim o tempo todo, ultimamente tenho sido pouco assim na minha vida real, no meu dia-à-dia.

Pareço uma pessoa egoísta, mas não sou, sou até muito generosa, mas sou individualista. Mas não é a mesma coisa? Não, não é. Não gosto que mexam no que é meu. Mas é só me pedir, e o que é meu pode ser seu num piscar de olhos (menos o marido, que fique bem claro). Divido as minhas coisas sem muito esforço, desde que não invadam abruptamente o meu espaço, se bater na porta, tá liberado, pode entrar!

Quero e tento ser perfeita, mas nem sempre consigo
Gosto de fazer as coisas a minha maneira, do meu jeitinho. Isso não significa que não consiga trabalhar em equipe, mas acredito que um bom trabalho em equipe é quando se divide uma determinada tarefa em outras menores, cada um faz a sua parte que depois se soma à parte do outro. Não consigo conceber trabalho em equipe onde todo mundo faz a mesma coisa ao mesmo tempo, acho confuso e contra producente. Lavar a louça num almoço de família por exemplo. Tem duzentas mulheres na cozinha e todas querem ficar em volta da pia fazendo a mesma coisa. Eu detesto lavar louça, já tem um monte de mulher lá, pra que vou me meter? Pego a vassoura e vou varrer, ajudo a recolher os copos espalhados pela casa ou outra coisa qualquer que ajude. Lidar na cozinha com alguém em volta ma alcançando as coisas sem que eu peça, acho irritante e em vez de me ajudar, me atrapalha.

Eu muitas vezes quero fazer algo sozinha pelo prazer de fazer sozinha, não quero ser ajudada, porque não preciso ou porque simplesmente não quero e se alguém insiste, me irrita, me azeda e invariavelmente me atrapalha. Por isso não sou o tipo de pessoa que está sempre disponível para ajudar os outros, ou melhor, estou, mas espero que a pessoa demonstre querer ser ajudada.


Também não sou equilibrada, centrada e calminha como pressupõem meus posts. Sou ciumenta, ansiosa, mau humorada e às vezes histérica. Grito, dou piti, resmungo, sou ranzinza, chata, fico sensível a qualquer palavrinha mais atravessada que me dizem, sou desconfiada, choro à toa...Mas isso é quando não estou bem, quando estou cansada, com dor ou sendo privada da atenção do marido. Tá, sou chata mesmo, mas é tão fácil me deixar feliz...




Eu não sou uma pessoa diferente daquilo que eu falo. O que eu falo é o que eu penso, é como eu gostaria de ser, como tento me portar, é o ideal que busco em mim diariamente, mas o que sou não é exatamente assim. Sou mentirosa? Falsa? Fake? Não, sou humana, como você que está lendo esse post. Busco ser melhor, tento me aproximar cada vez mais dessa pessoa ideal, que mora em mim, mas não se manifesta em todas as ocasiões.

Mas se eu busco ser melhor, aproximar a minha pessoa real daquela que eu idealizo, minhas atitudes dos meus pensamentos, um dia quem sabe eu seja uma pessoa única e próxima da perfeição.








.
Comentários
17 Comentários

17 comentários:

  1. Acho que todos acabamos por ser um bocadinho assim. Só quem não faz uso das suas capacidades mentais, quem não pensa, quem não se questiona não tem pretensão de melhorar suas atitudes de atingir o seu próprio ideal.

    Adorei o teu texto :)
    Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Linda... vc é linda!!!!
    me impressiono as vezes como pensamos igual, como somos parecidas!!!
    vc é linda assim como vc é amiga... vc é Humana... e humana linda!!!
    Tenho orgulho e muita alegria de ser sua amiga, de um dia nossos mundos terem se cruzado!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Ola,
    Vim conhecer seu blog e adorei.
    Estou seguindo!
    Lá no meu blog estou fazendo um sorteio de biquinis, corpetes e fantasias. Se quiser participar dá uma passadinha lá.
    www.blogtokabrasil.blogspot.com

    Vou voltar mais vezes aqui.
    Beijos, beijos

    ResponderExcluir
  4. Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é... E assim vamos vivendo, não é?
    A propósito, adoro seus posts.

    beijos e fica com Deus

    ResponderExcluir
  5. Menina, todo mundo é assim sabia... todo mundo acha que eu sou mais louca do que eu realmente sou... na verdade eu sou uma puta certinha de um lado e a malucona do outro, vai entender, uma coisa dessass, sou uma durona nas palavras e às vezes abro o berreiro à toa... acho que isso é uma questão feminina mesmo, por isso os homens dizem que é tão difícil nos entender, rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Tuka, querida
    Acho que esse dilema se passa com todo mundo. Não somos perfeitos e sempre há coisas que gostávamos de melhorar. Acho que ninguém é paciente, compreensivo, prestativo, batalhador, guerreiro, alegre 100% do tempo. Temos nossas limitações e já dizia o velho e bom ditado: "cada um sabe onde o sapato aperta", né ?
    Só pessoas sensatas e conscientes estão na mesma busca que a sua: procurando evoluir, ser alguém melhor. Parabéns pela reflexão ! Infelizmente ainda há muita cabeça dura por aí dizendo: "eu sou assim e ponto". Triste de quem pára de crescer, de evoluir... beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Oi Tuka, já tive a mesma impressão que você: que as pessoas não me conhecem realmente e que eu passo uma imagem distante da real.
    Mas é só impressão, por que todos temos nossos momentos bons e ruins, mas graças a Deus o que prevalece são os bons.
    E todos temos nossas esquisitisses ou preferências e nem por isso somos melhor ou pior.
    E o que importa é que estamos sempre tentando ser uma pessoa melhor, mesmo que em alguns dias isto seja totalmente inviável.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Tuca querida, me emocionei com seu depoimento de mãe com MUITOS filhos e POUCOS recursos financeiros. Vim conferir seu blog e me emocionei mais ainda com sua luta. Recurso financeiro não cria filho. O que cria é amor, presença e comida na mesa. Quanto a se sentir diferente, menina...nem te conto. Rs! Muitos beijos!

    ResponderExcluir
  9. Tuka, eu sou várias em uma só. Tenho meus momentos, agora muito do que a gente escreve somos nós em palavras. Acredito que esse dilema que você está vivendo é vivido por muitas pessoas. Eu mesmo vivo me procurando kkkk bjsss, adorei o texto.

    ResponderExcluir
  10. todo mundo tem os seus momentos.. né? o titulo do seu post me fez parar e pensar bem.. em qm eu sou e qm eu gostaria de ser, mas não chegui a nenhuma conclusao expecifica.
    Mas vim aqui, pra te dizer que cada dia seus posts estao melhores, e vc que tinha medo de não conseguir levar o blog pra frente hein!
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Tuka querida bom sou assim bem parecida com você, sou ciumenta, incucada contudo, sempre acho que as pessoas estao falando de mim, sou chata, briguenta, sou organizada demais ou melhor tento, tenho as minhas noias como diz o marido, mas tambem adoro tirar de mim pra ajudar alguem, não posso ver alguem ser humilhado, não gosto que maltratem os animais isso me tira do serio, e tantas coisas, mas somos seres humanos, nao somos perfeitos, apesar da gente escrever aqui, não é tudo que podemos escrever, não é mesmo.

    Obrigada querida pelas palavrinhas e pelo carinho viu la no meu blog, ah essa semana lembrei muito de ti, tem uma materia na veja desta semana falando sobre E.M. se puder da uma olhada.
    Beijocas no quinteto e em vc.

    ResponderExcluir
  12. Esquece disso! Como vc mesmo disse, quando "chegar la'" ja' era! muda tudo! e e'a grande graca da vida: mudar,c rescer, melhorar, e nunca saber como pode ficar... so'chegando la'''e de novo descobrir que precisa mudar... kkkkkkk!
    Mil bjs!

    ResponderExcluir
  13. Amiga
    tem selinho pra vc lá no blog.
    Beijinhos e úm ótimo finde !

    ResponderExcluir
  14. Oi Tuka! Tudo bem linda?
    Olha só, eu também tenho um ideal de Flávia que gostaria de me aproximar, porém não seria uma Flávia REAL, seria apenas IDEAL.
    O que você é hoje é o que você é na sua essência.
    As pessoas que hoje te rodeiam gostam de você do jeito que você é.
    Será que se você pudesse se transformar na Tuka IDEAL, essas mesmas pessoas que te rodeiam hoje gostariam?

    Hum, pra pensar...

    Belo post querida!
    Um beijo carinhoso e muito obrigada por deixar um comentário na postagem antiga do meu blog "Você gosta de mensagens automáticas?"

    :)

    ResponderExcluir
  15. ADOREI o exemplo da mulherada lavando louça na cozinha! hahaha É isso mesmo.

    um beijo

    ResponderExcluir
  16. Tuka

    Adorei saber mais sobre vc!

    Tenha um ótimo fds!

    Beijosss

    ResponderExcluir
  17. Oi, Tuka,
    Acho que todos nos temos esses dois, ou mais, "eu"s
    bom saber que nao e' so eu que dou piti, grito, entre outros, rsrs! afinal, somos humanos!

    beijao

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...