Ache aqui o que você procura!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Minha dinda

Já escrevi muito aqui sobre minhas tias, mas propositadamente deixei meio de lado minha tia/madrinha por dois motivos claros: 
1) queria escrever um post SÓ para ela; 
2) queria escrever algo que estivesse à altura da mulher que ela é. 
Bom, equacionada a primeira questão, aqui estou eu escrevendo sobre ela. Quanto à segunda, me convenci de que nada que eu seja capaz de dizer, irá descrevê-la como merece, então vou fazer o melhor que posso e ela que me perdoe que o meu talento como escritora não alcance o tamanho dos meus sentimentos.

Amamnhã é o aniversário dela e achei que a ocasião era propícia para homenagens. Oficialmente ela já está na "3ª idade" (acho esse termo horrível), mas ela tem um espírito tão forte, uma alma nobre e uma vontade que ainda não abandonaram a juventude.

É uma mulher admirável. Sempre tive muito respeito por ela. Das tias, irmãs do meu pai, ela é a mais velha, enquanto as outras duas eram meninas, mocinhas quando eu nasci, ela já era mulher feita, formada e já independente. Por isso minha identificação maior com as outras duas, que eram mais molecas e brincavam comigo, enquanto ela me doutrinava e educava. Era mais dura, muito parecida com minha vó, tanto físicamente quanto no espírito e no jeito.


Era ela quem me levava aos passeios, me comprava coisas, me fazia as vontades, me levava ao seu trabalho e me deixava brincar na máquina de escrever (jurássica eu hein?) e fingir que era sua secretária, mas também era ela quem ralhava comigo, me mandava escovar os dentes, mastigar de boca fechada...

Sempre foi muito presente na minha vida, estava sempre lá quando precisávamos dela e quando não precisávamos também. E é assim até hoje.

Com a minha mudança para o interior, nos afastamos um pouco, perdemos o contato, mas sempre procurávamos saber uma da outra através do meu pai que sempre tratou de "distribuir" as notícias. Quando eu e meu marido decidimos realizar nosso casamento, depois de 12 anos de união, ela veio, claro, e a partir daí reiniciamos uma aproximação que só tem se intensificado de lá para cá.



Enquanto as gêmeas estiveram na UTI eu "morei" na casa dela por longos 50 dias. Ela me buscava no hospital todas as noites quando eu deixava a UTI para descansar um pouco e voltar na manhã seguinte, esperando meus bebês crescerem e ficarem bem para ir embora. Na gestação das gêmeas, e também na da Letícia, pela preocupação com a minha doença e todo o cansaço e desconforto gerado por uma gravidez, ela se prontificou a me buscar no hospital ao término das consultas (e eram muitas) e me levar pra casa dela, para que eu pudesse esticar o esqueleto e descansar um pouco enquanto aguardava o horário de ir embora. 
Ela ainda faz isso quando viajo em companhia das crianças, sai do trabalho (sim, ela ainda trabalha mesmo estando aposentada há anos), vai até o hospital, nos carrega pra casa e depois nos leva de volta na hora do retorno. Muda toda a sua rotina, atravessa a cidade, nos dá almoço e a possibilidade de descansar com conforto e segurança, aguenta a bagunça das crianças numa boa e ainda nos dá atenção e carinho.

Mas o que faz dela uma pessoa admirável não é tudo isso que ela faz por mim sem pedir retribuição. É como ela é, sua postura diante da vida que me causa admiração. Ela sempre foi moderna, arrojada. Empresária, sempre foi independente, dona do próprio nariz e orgulhosa disso. De tudo o que já fez na vida, sua obra prima sem dúvida é a filha mais velha, Daniela, tão generosa e amável quanto ela, acrescida de doses cavalares de doçura.

Agora ela está tratando (e vencendo!) um câncer que teve a ousadia de desafiá-la. Ela tem enfrentado este intruso com muita altivez e coragem. Se abateu, claro, em alguns momentos, sentiu-se cansada, mas mais em função dos efeitos da quimio que sabe-se é um tratamento muito duro e difícil. Mas nunca a vi reclamar, nunca percebi nela nenhum sinal de covardia, de esmorecimento. Continuou trabalhando e manteve o mais que pode sua rotina normal.

Ganhou uma neta, a Rafaella filha do Rafael, o filho mais novo e junto com ela mais energia e vontade de viver. É nítida a injeção de ânimo que essa criança deu à ela.

É forte, amável, prática, determinada, generosa, caridosa, embora se revista de uma casca dura é molinha por dentro, cheia de bons sentimentos e amorosa com os seus.

Todas essas coisa fazem dela um exemplo pra mim. Teria muitas coisas ainda pra falar sobre ela, mas aí não seria mais um post e sim, um livro!

Encerro dizendo que tenho por ela um amor imenso e muita, mas muita admiração que só fazem aumentar.

Feliz aniversário Dinda! Que eu possa viver muito para poder dizer-te à cada dia o tanto que te amo!






.
Comentários
15 Comentários

15 comentários:

  1. Oi Tuka, espero que sua tia tenha a possibilidade de ler esta linda homenagem e saiba o quanto é amada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Lindo Tuka, tem pessoas que realemente marcam a gente... é como uma estrela enorme em nosso céu... que no meio das outras de destaca!!!

    Um super beijo para vc e para a sua dinda linda!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Dinda da Tuka!
    E que amor essa afilhada tem por ti hein...

    Lindo amiga!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Tuka
    Que bela e comovente homenagem. Realmente uma mulher de fibra e energia. Felicidades para ela. Que Deus a proteja sempre.
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Que linda!!!
    Uma mulher de garra e fe fibra.
    Agora sei de onde você tira tanta força e tanta garra... tem pessoas tão lindas como vc ao seu lado...
    Parabéns pra ela.. que ela seja cada dia mais feliz!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa você conseguiu me fazer chorar. Muito lindo e verdadeiro. Não sei se eu teria toda essa garra que ela tem. Nos deu um belo exemplo esse fim de ano. Um beijo grande

    ResponderExcluir
  7. querida afilhada e sobrinha. que palavras lindas, chorei ao ler ,nao sei se mereço todo este carinho. tudo o que faço é por amor.
    obrigada por esta linda homenagem e saiba que tambem te admiro muito pela fibra e garra que tens com tua "PEQUENA" familia, HAHA. BEIJOS DINDA

    ResponderExcluir
  8. Puxa, que lindo, a sua Dinda leu a homenagem!!! Deve ter sido emocionante para ela e para você!
    Peço a Deus que dê força para que ela supere essa dificuldade na saúde e continue lhe colorindo a vida com a sua presença adorável. Parabéns a ela pelo aniversário e beijo às duas!
    Adri

    ResponderExcluir
  9. Bela Homenagem, amiga... Mas por tudo o que vc escreveu, sua dinda merece, viu ? É tão bom poder contar com as pessoas que estimamos...
    Parabéns para a sua Dinda !!! E muitos outros anos felizes para ela !

    ResponderExcluir
  10. Que homenagem linda Tuka! Me emocionei!
    Já escolhi a dinda do meu bebe e espero que seja tão especial para ele quanto a sua é pra vc!
    Bjss
    Dani

    ResponderExcluir
  11.  Que linda pessoa cheia de amor e' sua Dinda!
    Parabens pelo aniversario!

    Bela homenagem, Tuka
    bjaO

    ResponderExcluir
  12. Que homenagem linda Tuka! Me emocionei!
    Já escolhi a dinda do meu bebe e espero que seja tão especial para ele quanto a sua é pra vc!
    Bjss
    Dani

    ResponderExcluir
  13. querida afilhada e sobrinha. que palavras lindas, chorei ao ler ,nao sei se mereço todo este carinho. tudo o que faço é por amor.
    obrigada por esta linda homenagem e saiba que tambem te admiro muito pela fibra e garra que tens com tua "PEQUENA" familia, HAHA. BEIJOS DINDA

    ResponderExcluir
  14. Lindo Tuka, tem pessoas que realemente marcam a gente... é como uma estrela enorme em nosso céu... que no meio das outras de destaca!!!

    Um super beijo para vc e para a sua dinda linda!

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...