Ache aqui o que você procura!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Uma viagem no tempo


Share



A prova de que eu já gostei de carnaval


Uma foto postada, um curtir e pronto! Estabelece-se um longo e animado papo com alguém. Isso é comum e sempre muito divertido. Mais ainda quando do outro lado da tela está alguém que você gosta muito e com quem não fala há tempos.

Quando vim morar no interior, na era pré internet e celular, os contatos com os amigos de infância se perderam. A vida leva a gente por caminhos diferentes e por vezes eles não voltam a convergir.

Por isso fico tão feliz de encontrar essa gurizada pelas redes sociais. Relembrar a adolescência é divertido, relembrar a infância não tem preço.

Pois esses dias o papo foi com a Lisiane, minha primeira amiga. Nos conhecemos quando tínhamos cinco anos, na pré-escola. Lembro direitinho, nós duas na escadaria na frente da escola, uma de cada lado e de repente ela pergunta meu nome. Nasceu ali uma amizade que nunca se acaba. A vida pode ter nos distanciado, mas a infância compartilhada nos manterá unidas pra sempre.

Além de estudarmos juntas até a 8ª série, éramos vizinhas e nossos pais muito amigos. Fizemos viagens juntos. A irmã dela, Lissandra, era uma pirralha três anos mais nova e isso quando se é criança faz muita diferença, mas mesmo assim, às vezes brincávamos com ela também. Ela era querida, mimosa, não se metia nem estragava as brincadeiras. Nós é que às vezes a excluíamos, mas normalmente ela não nos incomodava mesmo sendo uma pirralha. rsrsrs

Brincávamos de amarelinha no pátio da casa dela, andávamos de patins no asfalto da ruazinha, imitávamos as patotinhas e até pensamos em formar um grupo! Ensaiávamos as coreografias e fazíamos planos. Ah, bons tempos! A maioria de nossas brigas eram por ciúmes, ela tinha outras amigas que brincavam conosco também e eu precisava ser a preferida ou ficava de bico.

Nosso acampamento em Tapes.
A Lisi sempre foi mais mimosa, mais delicada, e eu me achava a esperta. Mas ela sempre me dava à volta. Foi ela quem me contou que papai Noel e coelhinho da Páscoa não existiam.

Entre os inúmeros passeios que fizemos juntas em família, lembro de uma viagem a Tapes. Fomos no Chevette do pai dela, 4 adultos, 3 crianças e um bebê, meu irmão Diego, que tinha só 2 meses. O carro foi tão cheio, que até o motorista levava coisas no colo. Quase precisou de um periscópio para poder ver a estrada (exagero, mas foi quase isso). Lá onde acampamos durante um feriado de Navegantes, tinha uma árvore enorme, uma figueira, e passávamos os dias subindo nela e brincando lá no alto.

Lembro também de uma ida à praia, Santa Terezinha se não me engano, meus pais resolveram dar uma volta no centro e levaram eu, a Lisi, a Lissandra, o Diego e minha mãe estava grávida do Bruno. Lembro que todos olhavam com espanto achando que aquela criançada toda eram filhos da minha mãe e eu achei a maior graça naquilo. Seria um presságio?

Aqui, com a prof. Sílvia. Lisi bem à frente e eu mais à direita, olhando de lado.
Fui ao casamento dela. Visitei logo que teve sua filha, que nasceu 2 dias antes da Yasmin. Tiramos fotos das duas juntas, bebezinhas. Lembro de trocarmos figurinhas sobre as gestações, à distância, através dos meus pais que continuaram vizinhos dela até poucos anos atrás. Depois foi ficando difícil ir à Porto Alegre, fomos nos vendo menos. Nos vimos a última vez quando eu estava grávida da Letícia, acho eu, numa das minhas idas para consultas. Mas o papo foi rápido, o trabalho e os compromissos meus e dela nos impediam sempre de uma conversa mais prolongada. Por isso a conversa no FB foi tão legal, mais demorada, com direito a recordações e troca de fotografias.


Falar com a Lisi pelo FB, revirar as fotografias, rever as carinhas tão queridas, isso foi tão bom! Foi uma gostosa viagem no tempo. Uma viagem que espero poder refazer muitas vezes.


Por: Tuka Siqueira / @TukaSiqueira
Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Comentário da Lisi no FB que copiei de lá porque complementa muito bem o texto: "Vale a pena ler! Muito obrigada Tuka Güttler Siqueira, no texto tinha detalhes que eu já não lembrava mais. VC poderia ter acrescido que eu morria de ciúmes de ti, pois tu nunca estudava para as provas e sempre passava com nota máxima. Fui eu que contei sobre o Papai Noel e o Coelhinho...rrrr coitadinha...rrr bjus millll TE ADORO!"

    ResponderExcluir
  2. Tuka, existem amizades que nem o tempo ou a distancia são capazes de acabar. Ano passado o FB me trouxe de volta minha melhor amiga da infância e por mais aborrecimentos que eu venha a ter no mundo virtual, só por ter me devolvido minha amiga real já veleu muito a pena! que delicia ler da tua amiga.

    ResponderExcluir
  3. Que delícia de fotos e lembranças ne?
    Adorei! Fez eu me lembrar de muitas coisas legais...

    beijão
    Lele - http://hsordili.blogspot.com
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  4. Tuka, que post mais lindo!!! Tínhamos em comum, em nossa infância, as Patotinhas, rs e também as amizades. Também tenho muitas que duram até hoje, firmes e fortes. Essas são nossas raízes, que firmamos durante a vida.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  5. Oieeee,

    Outro dia aconteceu a mesma coisa comigo!
    Uma amiga da escola postou umas fotos de um aniversário meu, fiquei tão feliz em ver, principalmente pq eu tenho só 3 fotos da minha infancia, minha mãe perdeu tudo num temporal que teve...
    Imagine a minha alegria em poder reviver estes momentos!! É sempre mágico, né?

    Bjo!

    Loreta #amigacomenta;)
    @bagagemdemae
    www.bagagemdemae.com.br

    ResponderExcluir
  6. Realmente amizade verdadeira apenas adormece mas nunca dorme... adorei as fotos... beijos

    ResponderExcluir
  7. que delícia!
    É muito bom reencontrar amigos, relembrar certos momentos né??

    Bjosss

    #amigacomenta

    @Look_bebe
    http://www.lookbebe.com.br

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...