Ache aqui o que você procura!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Você ama seus filhos da mesma forma? Eu não.


Share

Antes que alguém me apedreje, ou que meus filhos venham me fazer cobranças, eu explico: amo cada um deles com tamanha intensidade que nem sei o que fazer com tanto amor. Mas amo cada um deles de forma diferente sim, porque cada um é diferente e essas particularidades me encantam de formas diferentes.

Há vários dias vinha pensando neste post, mas dia desses, depois de uma conversa de insones às 2 e meia da madruga no facebook com a Lia Sérgia, ela me disse algo parecido. Falávamos de nossas meninas  e de como cada uma tem seu jeitinho, suas "marcas". Tanto eu como ela temos as nossas "palhaças", as nossas "pensantes", as nossas "dengosas" e cada uma delas nos encantam em momentos diferentes.

Eu tenho 5 filhos, em idades e fases distintas, eles têm muitas semelhanças, tanto físicas quanto de personalidade, mas cada um é único e por isso mesmo especial.

Allyson
O mais velho é meu único menino. É inegável que tenho por ele um amor diferente do que tenho pelas meninas. Sem falar que é meu primogênito, quem me ensinou o que é ser mãe e me fez descobrir esse amor sem limites. Já é um rapaz, não mora mais conosco, trabalha, faz faculdade, namora firme. O fato de ele não estar por perto faz minha preocupação aumentar. Adoro quando nos encontramos e ele me dá aquele abraço gostoso, apertado, cheiroso. Cheiro de filho é algo inexplicável.

Yasmin
Minha filha número 2 já é também uma moça. Quando fiquei grávida dela, tinha medo de não conseguir dar a ela o mesmo amor que tinha pelo meu filho. Amava tanto aquela criatura que achava impossível amar outra criatura com tanta intensidade. Mas ela me fez descobrir que amor é assim, quanto mais se dá, mais se tem.  Tenho muito ciúmes dela com o pai e isso atrapalha nossa relação. Mas apesar dela estar numa idade infernal (quem associou adolescência com aborrescência é um gênio), ela é doce, meiga e conhece os caminhos do meu coração. É tão hábil em ser queridinha, que é impossível ficar braba com ela, mesmo quando ela merece.

As gêmeas são iguais na forma, mas diferentes no conteúdo (já disse isso zilhões de vezes aqui) e são as diferenças que as tornam únicas.

Aline
Uma é puro instinto. Intuitiva, aprende por osmose. É atrapalhada, maluquinha, agitada. Mas com tudo isso, é dengosa e carente de atenção. Não importa quanto colo ganhe, está sempre choramingando por mais. Debochada e escrachada contrapõem isso com sua imensa generosidade  e meiguice. Fala pelos cotovelos, conta histórias, canta e dança. É artística, cheia de imaginação e criatividade.

Camila
A outra é mais cerebral. Observa, analisa, estuda. Aprende por observação e por isso mesmo é mais eficaz nos seus intentos. É mais independente, detesta ajuda, quer fazer tudo sozinha e acha que é gente grande. Tem por mania cuidar das irmãs, fazer as coisas por elas. É prestativa a ponto de ser chata. Tem um sorriso que destrói qualquer coração. Adora fazer e receber carinho, mas só quando ela quer. Também adora histórias e música, dança com muita graciosidade, é feminina, mas também é forte.

Letícia
A pequena leva a vantagem de ser a caçula. Temos curtido muito suas "bebezices" porque sabemos que quando elas acabarem, não haverá mais bebês por aqui. Mas ela não nos ganha só por ser a menor. É a palhaça da casa. Impossível não estarmos rindo na sua presença. É claro que ela também é a mais braba e fica realmente chata quando está com fome ou sono. E não adianta dar de comer ou por pra dormir, quando ela resolve chatear é campeã. Mas depois ela compensa com aquele sorriso gracinha, com um abraço apertado, beijinhos e com suas impagáveis tiradas cômicas.

Enfim, cada um com suas qualidades, seu jeitinho, suas características cativantes. Admiro cada um por sua essência. Embeveço-me ao ver o quanto podem ser parecidos comigo e ao mesmo tempo tão melhores que eu. Embriago-me de paixão com cada sorriso e, apesar de sentir uma pontinha de dor, vê-los crescer e conquistar o mundo é o que há de mais belo nesta vida.

Amo cada um dos meus filhos de forma intensa e sem limites. Mas cada um amo de um jeito diferente. Não amo mais nem amo menos, só diferente.




Por: Tuka Siqueira / @TukaSiqueira

Comentários
22 Comentários

22 comentários:

  1. Exatamente Tukinha, amor mais intenso não existe, mas cada qual tem sua forma, sua caracteristica... um dia disse para meu irmão, a mais velha é minha eterna companheira, o HL é o coração do meu coração e a Nine meu ultimo bb, cada qual do seu jeito mas todos profundamente intensos

    ResponderExcluir
  2. Meooooo Deus... escrevi algo parecido, de maneira diferente sobre isso hj!
    Tuka, vc conseguiu escrever exatamente o que eu acho e sinto!
    Perfeito!
    Amei!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Senscional! Amei!!! Sinto assim tbm: um amor sem limites, sem dimensões, mas individual tbm. Cada um tem o seu amor sem limites!
    Amei!!!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Nossa que post lindo! Espero poder ser assim com meus filhos, poder valorizar as qualidades de cada um sempre!! Seus filhos são lindos demais, parabéns!! Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi Tuka!

    Que graca seu post. Ja desconfiava dessa "diferenca" de amor de mae para os filhos, mas confesso que quando converso com as maes a respeito elas tem medo de comentar sobre isso, acho que de serem mal interpretadas, de serem julgadas. ne?

    Eu so tenho uma e fico preocupada se eu tiver um segundo de como vou dividir esse amor, mas no fundo acho que eh isso que vc falou, amor eh o mesmo mas de forma diferente!rs

    bjinhos

    ResponderExcluir
  6. Adorei!
    Sabes que como mãe de primeira viagem com desejos de ter mais filhos questionei-me já muitas vezes como será??!!
    Eu já amo tanto o meu Leo, ele é o meu coração... amo-o sem limite e já me questionei como vou conseguir mais amor para outros filhos... como isso será possível :)
    O sei post me deu uma luz... e acho que deve ser mesmo assim o amor se multiplicada.... amaremos sempre imensamente os nossos filhos amaremos cada característica deles de forma particular mas igualmente intensa.
    Adorei o seu post mesmo :) obrigada

    beijo

    ResponderExcluir
  7. Tuka,

    A gente se ilude em dizer que ama a todos da mesma forma. Com um filho, nos identificamos mais em alguns aspectos, com outro em outros.

    Vejo, por exemplo, na Lalá: adora ler (inveteradamente), cantar, dançar, coisas que sempre fizemos. E acha o fim da picada ficar em casa no final de semana. É questionadora, não aceita qualquer resposta, aff... Muito de mim!

    No Caio, aquela afetividade transbordando, aquele fincar de pé quando acha que está certo ou quer algo pra si. Aquela coisa de falar sem parar, de ser dengoso... Tantas coisas!

    E, vai dizer, Tuka, muitas vezes o que nos tira do sério é justamente o que mais nos lembra a gente mesma!

    Que lindo teu post!

    Beijoca!
    Ingrid

    ResponderExcluir
  8. Que post mais lindo! Tão legal ver uma mãe que enxerga seus filhos como "pessoas" e não como extensões de si mesma. Parabéns Tukinha! Bjo!

    ResponderExcluir
  9. É claro que é possível amar "igual em intensidade mas de diferentes modos". E é com o enredo leve e cheio de... amor... que vamos lendo a narrativa. Tão despretenciosa mas tão tocante ao mesmo tempo. Engraçado que ao pensar em ter outro filho (eu sonho, pq não? rs) eu tenho esse medo que vc sentiu ao engravidar pela segunda vez. Enzo é tão dono, tão intenso, tão sonho realizado sabe? Que o medo rola. Agora em gênio ele me pareceu bem com a sua caçula. Campeão em irritar quando quer, mas carinhoso que a gente esquece td rs

    Bjks

    ResponderExcluir
  10. Demorei pra ler esse texto, porque queria fazê=lo com calma.

    Achei incrível a descrição que fez dos seus filhos e é verdade, amamos intensamente, mas de um jeito diferente cada um.

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Você tem 5 filhos! Que legal! Estou tentando o 4 rss... Depois do que li aqui acho que vou querer 5 tbm hahahahahaha

    Você disse tudo! Amamos de maneira diferentes porque cada um é único, mas amamos com a mesma intensidade cada um deles... Eu tenho 3 e amo muitoooo todos.

    Beijos

    Flavi

    ResponderExcluir
  12. Te entendo totalmente e amei seu post. Me identifiquei muito qdo disse que qto mais amor damos, mais temos para dar!

    Eu ouvi essa frase sobre amar os filhos de diferentes formas da Jemima Pompeu, do blog vizinhos de Útero e achei o máximo. Pois é isso mesmo nós amamos muito nossos filhos, mas cada um demanda um tipo e intensidade de amor diferente, e respeitarmos isso já é uma enorme demonstração de amor.

    Bjos

    Elaina Furlan #amigacomenta
    http://www.vidademae.net/

    ResponderExcluir
  13. Cada filho tem sua identidade. Para mim também é impossível amar a todos da mesma forma, o que não quer dizer que não ame os três com a mesma intensidade. Adorei o post, de uma lucidez ímpar!!!

    ResponderExcluir
  14. Falou tudo, Tukinha!! Eu morria de medo de não amar tanto a a Alice quanto eu amava o Vítor. Afinal, eu amava tanto aquele menino, como poderia amar outra pessoa com esta mesma intensidade?

    Mas ela veio e o amor é tão intenso quanto. E só cresce, assim como com o Vítor. E cada um com suas particularidades, com certas afinidades, exatamente como vc disse.

    Lindo!

    Beijos
    Tati
    #amigacomenta
    Mulher e Mãe

    ResponderExcluir
  15. Tukinha,

    Ameiiiii!!! Sabe qdo a gente vai lendo e os olhos vão enchendo de lágrimas de emoção?? Foi assim q fiquei ao ler o seu post!!

    Primeiro pq vc é uma guerreira: 5 filhos!!! E depois, pq estes dias me peguei pensando a mesma coisa e me senti meio culpada, sabe??

    Adorei!

    bjos!

    Loreta#amigacomenta;)
    @bagagemdemae
    www.bagagemdemae.com.br

    ResponderExcluir
  16. Adorei o post, principalmente por ter só um filho e muitos bichos de estimação que amo muito, como filhos também. Antes diziam que eu não amava meus bichos como filhos, que descobriria quando o Pedro nascesse. E só confirmei meu amor pelos meus bichinhos e em nada diminui o amor infinito que tenho pelo Pedro. Cada um é um ser único,especial!! Parabéns!Abraços!
    barbaramurayama.blogspot.com
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  17. UAU, incrível o q escrevesse aqui!
    Sabe que não consigo imaginar como é amar 2 filhos? Sei que se um dia acontecer comigo, será natural, mas acho q isso é uma das coisas que se tem que passar pra entender. Não dá nem pra imaginar.

    Adorei teus post, lindo.

    Beijos!
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  18. Amei!!! A maneira mais real, simples e verdadeira de explicar o nosso amor pelos filhos.
    Vou passar o link para minha #aos14 ler ;)
    Beijos.
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  19. Tuka acabei de conhecer seu blog pelo #amiga comenta e adorei...

    Tenho uma filha de um ano com muita vontade de ter mais filhos... E meu maior medo vocÊ descreve quando conta sobre seu primeiro filho. Será que vou amar tanto o segundo como amo o primeiro? Acredito que cada um com sua particularidade, né? Afinal amor não se mede, se sente.
    Adorei seu blog e estarei sempre por aqui.

    Beijocas
    Carol

    ResponderExcluir
  20. Amei seu texto, e eu imaginava que não conseguiria dar amor a 2 filhos, e realmente vc tem razão, nós vamos de acordo com a necessidade e personalidade de cada um. Amor de mãe né?Hoje entendo o amor e a atenção que minha mãe da a cada um dos filhos.

    Bjooo

    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  21. nossa Tuka, vc sabe que gosto muito de vc quando cria esses post falando sobre a particularidade de cada filho, e é assim mesmo, o importante é amar, tratar bem, e cuidar de cada um como se fosse único!
    bjs
    #amigacomenta
    PS: Sigo teu blog, mas não tá aparecendo lá no meu painel as tuas atualizações!!!

    ResponderExcluir
  22. 5 filhos não é para qualquer um hein? Parabens!!!
    Tenho só uma filha, então não sei ainda o que é isso... se o amor dá pra comparar...
    parabéns, adorei o texto.

    Bjos

    #amigacomenta
    http://www.lookbebe.com.br

    @look_bebe

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...