Ache aqui o que você procura!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Reflexo no espelho

Não conheço aquela mulher que vejo no meu espelho, ela é o reflexo de algum pesadelo do qual eu não consigo acordar.

Não! Definitivamente não sou eu ali dentro! Aquela criatura gorda não se parece em nada comigo! E eu nem sou tão baixinha assim...e ela é BEM mais velha do que eu, pelo menos uns vinte anos!

O meu reflexo, aquele que eu reconheço, não o vejo há anos. Desapareceu, se perdeu por aí, fugiu de mãos dadas com minha mocidade. Deixou no seu lugar esse clone mal feito que me olha nos olhos com essa cara de desdém.


Quando me olho no espelho, não me vejo por inteiro. Vejo apenas partes de mim. E essas pequenas partes compõem quem eu sou, mas nenhuma delas me representa por inteiro. Exceto meus olhos.

Aliás, essa é a única característica que tenho em comum com essa criatura que mora dentro do meu espelho: os olhos. Eles não engordam, não envelhecem, não perdem a cor, o brilho, o viço. Perderam apenas a capacidade de me reconhecer...






Comentários
19 Comentários

19 comentários:

  1. Ei... vc é bela sim!!! assim como vc é...

    me encantei com vc, com a Tuka de verdade, não com a casca que carregamos aqui fora...

    e vamos falar a verdade vai, a sua casca nem é feia, nem saiu de um pesadelo como vc descreveu...

    foi só um dia ruim!!!

    força!

    adoro vc ASSIM COMO VC É!!!

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Também estou num dia tenso. Fique tranquila, vc logo há de se reconhecer novamente.

    Beijos,

    Bela - A Divorciada

    PS: Fique tranquila quanto ao comentário perdido do outro post. Sussa, imagina.

    ResponderExcluir
  3. quando fotografou estes olhos estava triste? Se sim posso te afirmar que mesmo triste tens um olhar alegre, parece que estava sorrindo, podia colocar a foto inteira pra mostrar o sorriso no rosto! Se voltar 20 anos atras aposto que não estaria tão feliz como es hoje... Um dia vais ler esta postagem e dizer que foi apenas um dia ruim e afirmar que sim foi um pesadelo e já acordou! bjss

    ResponderExcluir
  4. Bela reflexão, querida.Adorei!Mesmo sendo uma triste constatação, dá para saber que vc está bem.

    Faz um tempo que eu não encaro de frente um espelho, tenho até medo do que possa ver nele...rs

    bjs

    ResponderExcluir
  5. oi querida nossa esse teu texto, me colocou pra pensar que tambem me sinto assim não vejo mais aquela moça magra bonita que eu era aos 20 anos, meu reflexo hoje é de mae, amo ser mãe, mas sinto uma tristeza em ver o meu corpo do jeito que esta, quero me achar...beijocas!

    ResponderExcluir
  6. Tuka,
    fica assim não, tem mom q realmente ñ nos reconhecemos mais. Te garanto q é temporário, pq eu, a alguns meses atras, não me reconhecia fisicamente, não me via na personalidade q estava aqui e parecia q a vida ñ era minha. E então limei da minha vida o q ñ fazia parte dela, e só veio com a intensão de me destruir. Eu peitei, dei uma bundada, joguei ela no chão e pisei em cima. Nenhuma Depressão, tristeza ou dúvida vai me fazer sair d mim novamente. Faça isso, tente pelo menos, dar um peteleco em algo ruim, q t incomode, q ñ fazia parte d vc. Tenta! Dá certo! é bom! Ou dá um grito. Canta alto! Faz por vc! O amor própriio é um pouco traiçoeiro, mas é fiel e verdadeiro. Só dá sustinho. Vc está aí dentro sim, escondida. Procura-te! Um beijo enormeeeee! senti sua falta hj.

    ResponderExcluir
  7. eu estou lendo aqui q vc é uma blogueira educada. p/ ser educada no mundo blogosférico tem q escrever pouco no comentário? (Ai!)

    ResponderExcluir
  8. Tuka,
    Que texto maravilhoso !!!! Por vezes, me sinto também assim como vc... já não vejo mais no espelho aquela moça formosa e jeitosa de 5 anos atrás. pela primeira vez, sinto-me envelhecer. nem a mudança dos 20 para os 30 me fez pensar assim, mas agora a coisa começa a pesar...rsrsrrsr... Mas a vida não é só isso amiga... com certeza, hoje somos pessoas bem melhores... o tempo trouxe-te valores que valem muito mais que qualuer beleza exterior... Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Sabia que tb não ando me reconhecendo??? Será a TPM ou será pra sempre? Medo!!!
    Bjks

    ResponderExcluir
  10. Amadinha,

    Isso foi um dia ruim, ou um momento ruim!!!
    Tem dias que fico assim, tbm, não me reconheço, não me encontro, vejo fragmentos de mim mas geralmente isso passa e consigo ver que sou muito melhor, muito mais feliz e realizada hj do que fui aos 20 anos!

    Nosso corpo é como uma roupa, vai se modificando com o tempo, envelhecendo, até chegar o dia que não nos caberá mais e o que vai ficar de verdade serão as conquistas que adquirimos ao longo da vida!
    Somos muito mais que um corpo, querida, e vc é uma pessoa muito especial.

    Espero que melhore logo deste estado de melancolia!

    Grande beijo,

    Cláudia

    ResponderExcluir
  11. Puxa vida Tuka... como me identifiquei c esse seu texto. Ainda ontem em sessão de terapia, minha psicológa chamou minha atençao para q eu me atentasse ao modo de como me referia a mim, sempre usando pronomes em segunda, terceira pessoa: "a Dá" "ela".
    Por muitas vezes, (pra ser sincera, quase sempre), a Dá q eu vejo no espelho hj, não e a mesma Dá de outrora.
    Diferente de vc amiga, ate os meus olhos mudaram.... todo mundo, afinadamente dizem q meu olhar e um tanto triste. Pois e.... vai entender....De uma coisa estou certa, a essencia de quem sou, sei q esta aqui em algum lugar.... rsrs e eu ei de encontrar.... bjo amiga.... Ficou bem nostalgico esse meu post né???Se nao quiser acc-lo so leia como um compartilhar de sentimentos. bjo imenso

    ResponderExcluir
  12. Tuka, adorei seu texto e sabe que me identifiquei muito com ele? Às vezes paro pra pensar como o tempo passou e está passando rápido, parece que eu não fiz nada, não aproveitei nada, mas não posso ficar parada lamentando o que não volta mais, então olho prá frente e vou aproveitar tudo ao máximo possível. Ótimo seu texto. Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Fico feliz em saber que muitas pessoas se identificam com o que eu escrevo, mesmo quando estou assim tão melancólica. Agradeço todos os recadinhos.
    Manu, não se assuste. Para ser uma blogueira bem educada você só tem que ser... educada! Escrever muito às vezes é melhor que escrever muito pouco. Eu prefiro.
    Pra quem se preocupou com meu estado melancólico, não esquentem, faz parte de um processo de amadurecimento. A chegada da nova idade me deixou assim muito reflexiva e um bocado nostálgica, mas vai passar.
    Vi que tem gente nova vindo por aqui e fico muito feliz com os novos e velhos leitores. Ando sem condições de responder todos os recadinhos, mas logo ponho isso em dia. Pra quem chegou aqui agora e pra quem não me abandona, meu muito obrigado.

    ResponderExcluir
  14. Tuka, estou de volta, passa lá no meu cantinho porque tem um presentinho pra você. Um beijo.

    ResponderExcluir
  15. Oi flor
    Me identifiquei total com seu texto e hoje me olho no espelho e por vezes tbém sinto falta dequem eu era, mas estou me encontrando , pra coseguir conviver com quem me tornei
    Bjus linda
    adoro vc

    ResponderExcluir
  16. oi Tuka,
    eu tenho 34 anos e muitas pessoas dizem que aparento menos, adoro comer, mas como minha genética não é das piores e também não tenho filhos, consigo me manter magra.
    Mas sinto muito medo de engordar e não mais me reconheçer em outro corpo ou outro rosto.
    Não adianta as pessoas dizerem que estamos bem, se não nos sentimos desta forma.
    A sua luta é grande e imagino que tantas atibuições acabaram fazendo com que esquecesse um pouco de você mesmo.
    Seria bom se você pudesse ter um dia de beleza, com alguém cuidando do sou corpo, da sua pele, do seu cabelo...
    Muitas vezes as coisas precisam vir de fora para dentro.
    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  17. Tuka, estou de volta, passa lá no meu cantinho porque tem um presentinho pra você. Um beijo.

    ResponderExcluir
  18. Puxa vida Tuka... como me identifiquei c esse seu texto. Ainda ontem em sessão de terapia, minha psicológa chamou minha atençao para q eu me atentasse ao modo de como me referia a mim, sempre usando pronomes em segunda, terceira pessoa: "a Dá" "ela".
    Por muitas vezes, (pra ser sincera, quase sempre), a Dá q eu vejo no espelho hj, não e a mesma Dá de outrora.
    Diferente de vc amiga, ate os meus olhos mudaram.... todo mundo, afinadamente dizem q meu olhar e um tanto triste. Pois e.... vai entender....De uma coisa estou certa, a essencia de quem sou, sei q esta aqui em algum lugar.... rsrs e eu ei de encontrar.... bjo amiga.... Ficou bem nostalgico esse meu post né???Se nao quiser acc-lo so leia como um compartilhar de sentimentos. bjo imenso

    ResponderExcluir
  19. Fico feliz em saber que muitas pessoas se identificam com o que eu escrevo, mesmo quando estou assim tão melancólica. Agradeço todos os recadinhos.
    Manu, não se assuste. Para ser uma blogueira bem educada você só tem que ser... educada! Escrever muito às vezes é melhor que escrever muito pouco. Eu prefiro.
    Pra quem se preocupou com meu estado melancólico, não esquentem, faz parte de um processo de amadurecimento. A chegada da nova idade me deixou assim muito reflexiva e um bocado nostálgica, mas vai passar.
    Vi que tem gente nova vindo por aqui e fico muito feliz com os novos e velhos leitores. Ando sem condições de responder todos os recadinhos, mas logo ponho isso em dia. Pra quem chegou aqui agora e pra quem não me abandona, meu muito obrigado.

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...