Ache aqui o que você procura!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Competição

Hoje tem uma participação especial minha no blog da Vanessa, Eu&Enzo falando sobre a competição entre as mães.

 Quando tive a idéia de escrever um blog, minha intenção era falar muito sobre a maternidade e sobre os meus filhos, mas comecei a ler outros blogs que falavam exclusivamente sobre isso e achei que estas outras mães se dedicavam muito em registrar cada momento dos seus filhos, cada segundo do desenvolvimento do seu bebê, descrevendo cada sentimento novo que ele desperta, que acabei achando que eu era uma mãe muito desligada, que não me apegava à esses detalhes.

Mas depois comecei a ler mais e me inteirar de cada história e pude perceber o quanto que cada uma tem suas limitações, seus problemas, seus erros e acertos.

Vejo muito no twitter essa competição entre as mães, muitas vezes uma descendo o porrete em outra porque essa não amamenta mais o seu bebê, ou porque uma mãe decidiu voltar ao trabalho enquanto outra decidiu largar tudo pra tomar conta de seu rebento, isso só para citar algumas coisinhas. Ficam se achando mais mãe do que outras porque seguiram mais à risca o que dizem as revistas, os especialistas, os pediatras.

Mas esquecem que existem muitas diferenças entre  cada uma de nós. Por exemplo, uma mãe que tem o seu primeiro bebê aos 20 e poucos anos, terá uam visão e uma relação com a maternidade muito diferente de uma mãe que teve o seu 5º filho aos 40. Ambas amam seus filhos, os tem como a coisa mais importante de suas vidas e sentiram as mesmas dores e desconfortos para gerá-los, mas é diferente. 
A maternidade não é uma disputa. Faz melhor quem faz com amor e só.

Existe entre nós diferenças culturais, financeiras, de estado civil, de família, de criação e educação, de condições climáticas do local onde vive. Umas moram em grandes capitais, outras na fronteira do fim do mundo com Deus-me-livre.

Todas essas diferenças nos fazem mães diferentes, temos filhos diferentes. Não podemos ficar comparando nossos filhos e nem o comportamento das mães. Ninguém é menos mãe por não ter amamentado seu filho, mesmo que isso tenha sido uma opção. Afinal quem sabe o conjunto de fatores que levaram aquela mãe à fazer aquela escolha, ou sabe quantos sacrifícios e abdicações ela teve que fazer por seu filho que a maioria das outras não seria capaz de fazer?

Não devemos julgar outras mães por terem feito escolhas diferentes do que nós fizemos. Somos todas muito diferentes, com problemas e limitações diferentes. 

Em comum, só esse amor incondicional pelas nossas crias.

Acabei escrevendo outro post, não consigo comentar com poucas palavras, por isso não me dou bem com o twitter, dizer o que penso em 140 caracteres é quase impossível!

Agradeço aqui a Vanessa, uma fofa e Mãezona, dessas assim com "M" maiúsculo mesmo e que compartilha comigo desse sentimento, de que essa competição é uma bobagem que às vezes irrita e fere. Obrigada amiga por mais esse espaço e pelo teu imenso carinho ao falar de mim.


Tenham todos uma excelente semana!!!





Comentários
17 Comentários

17 comentários:

  1. Olá Tuka.
    Adorei o texto.
    Não existe manual para criar filhos. Cada uma cuida da forma que achar melhor dentro daquilo que acredita.
    Agora esse negócio de competição é feio, né? Pra que?
    Beijos querida e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  2. Você está certíssima em pensar assim, Tuka.

    Tenho até pena dessas mulheres, carregar um bb 9 meses na barriga, sentir a dor do parto, deixar de fazer um monte de coisas e depois ainda se culpar por tem amamentado pouco tempo!!!É por essas que a maternidade nunca me seduziu e não terei filhos por opção, pois com certeza não daria conta de tanta cobrança...

    bjs querida e ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. Ah quem vai ficar toda toda agora com o carinho sou eu!
    Olha essa tal competição me irrita sabia, não vejo isso tanto pela blogosfera, mas no twitter... G-SUS!
    Tem até gente que elabora e dá p si mesma certificado por amamntação exclusiva
    Tem noção?
    Eu morro de rir pq chega a ser ridículo, mas deveria chorar né?
    Aliás, é gente desse tipo q já fez uma amiga minha que não pode amamentar se sentir a pior mãe do mundo...
    Deixa eu parar por aqui...
    Vou apenas ressaltar o q vc disse E EU CONCORDO: somos todas diferentes, mas ainda assim faremos sempre o possível por nossos filhos. Ninguém sabe o que há por trás de determinado comportamento portanto é feio julgar. Deveríamos ter em mente que mãe é amor acima de tudo, e por isso, cada uma é a melhor da forma que pode e consegue ser.
    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Realmente Tuka vc foi exata em cada parágrafo... SEJAMOS A MÃE QUE PUDER SEM CULPAS!

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post, não se pode julgar o outro por este ou aquele motivo, nem fazer comparações, pois cada ser tem um jeito diferente de lidar com as situações...eu, sou mãe de 3 (2 pre adolescentes 13 e 11 anos e um menino de 2 anos), por opção, larguei o emprego para poder cuidar melhor dos 3, digo dos 3, pois percebi depois que fiquei em casa que minhas filhas precisavam deste cuidado e contato diário. Mas muitos me julgam e sempre me perguntam qdo volto a trabalhar, como se ser mãe, não fosse trabalho e não precisasse de dedicação.
    Sou mãe Full time e não me queixo, estou presente em momentos que passam e não voltam mais.

    Bjão

    ResponderExcluir
  6. amei o post Tuka! parabéns!!! como eu disse lá nos coments da Vanessa, quero ser como vc, cheia de filhos e uma mãezona!
    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Nossa...
    Isso tem de monte neh?
    Mãe que se acha melhor, que os filhos são melhores, q só ela sabe cuidar e fazer tudo certo.
    É triste.

    Ainda bem q nem todo mundo é assim...

    Adorei o post.

    Bjãooo

    ResponderExcluir
  8. Nada justifica essa competição. Como você mesma falou, um conjunto de fatores vão determinar um tipo de mãe, nem melhor , nem pior que outras, só diferente.
    Bjux

    ResponderExcluir
  9. Adorei seu post, tanto aqui quanto no blog da Nessa. Concordo plenamente com vc, as vezes até fico meio cansada do twitter por causa desse tanto de bobeiras, de gente que fica tão preocupada em fazer com que seu filho seja o melhor, que esquece de curtir o que o filho é. Mas aí eu lembro de todas vocês que são maravilhosas e tão amigas, que fazem realmente valer a pena!! Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Muito bom!!!
    Concordo plenamente!!!
    Como não tenho paciência para o Twiter nem sei muito o que é isso, pois acho a blogsfera bem tranquila...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  11. Assino embaixo do seu post, Tuka !
    Como eu já comentei lá no blog da Vanessa, odeio essa competição entre mães e aquelas que vem dar pitaco se achando as donas da verdade ainda pior... bjos

    ResponderExcluir
  12. Vc e seus textos sábios né? Olha, caiu como uma luva pra mim...sabe não me acho melhor mae que ninguem, ma vivo me cobrando achando que deveria ser melhor pra Beatriz pq vejo nos blogs das outras mães certos cuidados que não tenho com a Beatriz, dai meu marido, sempre me diz coisas que me fazem refletir e ver que sou a mãe do tamnho certo pra Beatriz...que ela é saudável e bem educada, e isso que importa... Este espírito competitivo existe dentro de mim (infelizmente) mas tenho que lutar contra, pq em tudo na vida parece que tenho que prova que sei fazer...acho que isso vem das cobranças das diversas fases da vida, ex:Sempre trabalhei sob pressão, cobranças, metas, perfeição, não podia errar, e qdo errava desabava o mundo.... deve ser isso...

    ResponderExcluir
  13. Tuka, cinco filhos num é para qualquer uma ñ. é pra poucas e vc é vitoriosa, só por falar com esse carinho do amor e dedicação aos seus rebentos kkkk. E considero competição de 'melhor mãe' uma bobeira sem fim. Tenho certeza q ñ sou uma excelente mãe mas faço o qeu eu posso pela minha Bia, pois se eu não fizer, quem o fará? Ser mãe não é fácil. E digo mãe mesmo, daquela sq largam tudo no trabalho qdo há algum problema com os filhos, daquelas que se dedicam d verdade, daquelas que não jogam em algum colégio a vida inteira e só se preocupa em pagar. filho é criando, vivenciando. (nem sei se falo besteira p/ ti, Tuka, quero q saiba q vc é um ídolo pra mim. 5 filhos? Vc é minha heroina!) Na minha visão, temos que estar ali: dar o remédio na hora certa, colocar p/ fz o trabalho d casa.
    'Kd o uniforme?'
    'A mochila, tá td ali?'
    'O lanche, já tá preparado?'
    'Tem que comprar lápis? Caneta?'
    'Pesquisa? sobre o que?'
    'Ainda não chegou? Vc tá onde fulaninho? pra casa agora!'
    'Vou aí te buscar hein?'
    kkkkkk, essa sou eu, daqui alguns anos d fono e T. Ocupacional correndo atras da Bia pq ela ficou normal e quer bordejar pelo bairro com as 'amiguinhas' kkkkkk
    Morro d pensar! Juro!

    Mãe é referência, é ter palavras na cabeça dos filhos que jamais se apagarão. Mãe não é só dar o alimento, a limpeza, é estar nos bons e maus momentos do lado, seja bons ou maus! Ajudar quando for preciso e prevenir para que o pior n~~ao aconteça. (eu e meus coments loooongos)

    Sofri quando engravidei, sempre fui solteira, o pai da minha filha, o babacão, (acabei d brigar feio com ele) namoramos mas nunca quis fk comigo. Sou largada e rejeitada kkkkkkkk. Ainda bem, pq ficar com ele, hj em dia acho um absurdo dem fim. Minha mãe não abriu os braços pra mim, só o fez depois que meu pai morreu. Senti falda do apoio dela antes disso, para eu ter tido suporte emocional para dar um pé na Bunda do imbecil ANTES d meu pai ir embora, e antes de tta coisa ruim por q passei do lado do estupido!

    Passado, importante q agora t conheço, kkkkkk e sei q vc é maravilhosa e tenho mais do q certeza da mãe maravilhosa q vc é!

    Vc sabe o quanto eu SOFRO com pitacos alheios a respeito d aBia, ela é especial e toda mãe d filhos assim acham que sabem td a respeito do que fazer. Não, cada filho é um filho. E cada mãe vai saber o melhor a fazer.

    Beijos!

    Manu, a chatonilda!

    ResponderExcluir
  14. Nada justifica essa competição. Como você mesma falou, um conjunto de fatores vão determinar um tipo de mãe, nem melhor , nem pior que outras, só diferente.
    Bjux

    ResponderExcluir
  15. Nossa...
    Isso tem de monte neh?
    Mãe que se acha melhor, que os filhos são melhores, q só ela sabe cuidar e fazer tudo certo.
    É triste.

    Ainda bem q nem todo mundo é assim...

    Adorei o post.

    Bjãooo

    ResponderExcluir
  16. Muito bom!!!
    Concordo plenamente!!!
    Como não tenho paciência para o Twiter nem sei muito o que é isso, pois acho a blogsfera bem tranquila...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  17. Olá Tuka.
    Adorei o texto.
    Não existe manual para criar filhos. Cada uma cuida da forma que achar melhor dentro daquilo que acredita.
    Agora esse negócio de competição é feio, né? Pra que?
    Beijos querida e uma ótima semana.

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...