Ache aqui o que você procura!

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Liberdade! Liberdade! Abra as asas sobre nós...

"E que a voz da igualdade
Seja sempre a nossa voz"


O que é essa tal liberdade, que todo mundo quer e que ninguém acha que tem?
Segundo a Wikipedia, Liberdade, em filosofia, designa de uma maneira negativa, a ausência de submissão, de servidão e de determinação, isto é, ela qualifica a independência do ser humano. De maneira positiva, liberdade é a autonomia e a espontaneidade de um sujeito racional. Isto é, ela qualifica e constitui a condição dos comportamentos humanos voluntários.
Não se trata de um conceito abstrato. É necessário observar que filósofos como Sartre e Schopenhauer buscam, em seus escritos, atribuir esta qualidade ao ser humano livre. Não se trata de uma separação entre a liberdade e o homem, mas sim de uma sinergia entre ambos para a auto-afirmação do Ego e sua existência. E na equação entre Liberdade e Vontade, observa-se que o querer ser livre torna-se a força-motriz e, paradoxalmente, o instrumento para a liberação do homem.

Segundo o dicionárioweb,  é a Faculdade de fazer ou de não fazer qualquer coisa, de escolher. Independência: conquistar a liberdade. Estado oposto ao do cativeiro ou prisão: pôr um prisioneiro em liberdade; à escravidão: dar liberdade a um escravo; ao constrangimento: falar com inteira liberdade. Direito que alguém se arroga: tomar a liberdade de contradizer uma pessoa. Liberdade de consciência, direito de ter ou não uma crença religiosa ou filosófica. Etc, etc, etc...

A questão nem é o conceito de liberdade, mas até onde ela vai. Quando criança, sempre escutei meus pais falarem que a liberdade de um termina onde começa a do outro e que para se ter liberdade é preciso ter responsabilidade. Achava que isso era papo de adulto, querendo tolher a liberdade alheia, no caso, a minha. Mas é só a gente começar a ter noção das coisas que percebe que isso é a mais profunda verdade.

Aqui em casa, uso sempre um exemplo simples (nojento, mas simples) de morar sozinho. A gente sempre pensa em quando for morar sozinha, quando tiver a casa da gente, vai ter liberdade pra fazer o que quiser. Verdade, dá até pra fazer cocô no meio da sala se quiser. Mas é preciso ter em mente que é você mesma quem vai ter que limpar o cocô do meio da sala, ou no mínimo, ter cacife pra pagar alguém que faça. E não pense que vai poder fazer isso todo dia, pois não há dinheiro que pague uma empregada para limpar cocô do meio da sala todo dia!

É a isso que me refiro. Só é livre pra fazer o que bem entende, quem tem responsabilidade para assumir as consequencias daquilo que faz. Só é livre pra fazer o que bem quer, quem respeita a liberdade do seu semelhante de não ter que aturar as suas maluquices. E é esse conceito que as pessoas não tem mais. Todo mundo quer ser respeitado na sua individualidade, mas para isso desrespeita o outro.

E é desrespeito que eu vejo nessa onda de politicamente correto que se instalou por aí. Se eu disser que não gosto de uma determinada pessoa, corro o risco de ser chamada de racista se ela for negra, de homofóbica se ela for gay, de intolerante se ela for de outra religião, corro o risco de ser linchada em praça pública ou ser presa por preconceito, quando na verdade eu não gosto dela só porque ela é fofoqueira.

Por exemplo, não acho que nenhuma das ditas "minorias" consiga ganhar respeito afrontando quem não as compreende e hostiliza, afinal isso também é hostilizar. Acho que eu só posso ter a liberdade de ser quem eu sou, se respeitar a liberdade do outro de gostar ou não de mim. Isso não dá ao outro o direito de me hostilizar ou prejudicar de qualquer forma, mas se eu fizer isso ao outro, que moral tenho pra exigir que me respeite?

E você, o que pensa sobre isso?

******************************

Mudando um pouco de assunto, o bloguito anda abandonadinho, ando com uma preguiça de postar! Isso é sintoma do meu recente surto, efeito colateral da pulso, adicionado do recente calor e muita fadiga acumulada! Ainda por cima, já estou sentindo o peso de mais um ano chegando para se somar à minha idade, sempre fico meio macambúzia quando meu aniversário se aproxima, sinal das minhas reflexões costumeiras. Mas vai passar.

Por: Tuka Siqueira / @TukaSiqueira
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Estamos cada dia mais encurralados, sem gozar da liberdade que tanto se apregoa.

    Já experimentou falar de bichos? Hoje não podemos nem dizer que eles nos enchem o saco. E sobre pessoas, elas estão o tempo inteiro criando álibis para proteger sua falta de caráter.

    É triste.
    Vai aniversariar por esses dias? Fique bem e descanse.

    beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Tuka,
    a liberdade é desejada por todos porém é importante ter consciência da nossa liberdade. Você está certíssima. Temos leberdade de escolha mas temos que ter responsabilidade para assumir as consequências. Escolhemos as ações mas nem sempre escolhemos as consequências.

    Fica macambúzia não. No final do sano rola uma preguiça geral, um cansaço coletivo. Todo mundo cansado. Bom, por aqui estamos assim. Melhoras para você, tá?

    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Concordo em genero Número e grau, as ditas 'minorias' estão cada vez mais ofensivas... olha os gays por exemplo... não tenho nada contra, AMO de coração alguns, mas nãõ aceitarei NUNCA que seja normal ficarem se esfregando em publico, exatamente da mesma forma que acho um absurdo um casal hetero que o faz, mas se vc falar dos gays... ah... o mundo Cai! e a MINHA liberdade? fica onde?

    ResponderExcluir
  4. Orgulhosamente programei uma 'chamada' para este ótimo artigo no novo site dos Blogueiros do Brasil. O post será publicado dia 23/11 às 13h .

    Abraços cordiais.

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...