Ache aqui o que você procura!

domingo, 19 de janeiro de 2014

Aventuras

Depois de duas semanas de preguiça, vou contar pra vocês sobre a minha viagem à Vacaria. Lembram? Falei sobre a cidade em dois posts anteriores que você pode relembrar aqui e aqui.

Minha mãe falou que iria à Vacaria no início de janeiro para celebrar os 90 anos do tio Adolfo (falei dele aqui) e com esperança de encontrar com primos e irmãos de  outros cantos por lá.

Como fazia muitos anos que não visitava a cidade (e nem os parentes que vivem lá) enlouqueci de vontade de ir também.

Nos organizamos (oi?) e fomos.
Na ida, num sábado pela manhã, a idéia era sair cedo, mas como surgiram alguns contratempos acabamos saindo daqui ao meio dia. Eu conhecia o trajeto de Porto Alegre pra lá, daqui não fazia idéia. Dei uma procurada no google maps e mandei pro marido, afinal era ele quem iria dirigir. Conclusão: nem ele, nem eu estudamos com atenção o trajeto e fomos indo meio "no tato", erramos um pouquinho o traçado pretendido, mas chegamos lá no horário que achamos que chegaríamos. A viagem foi tranquila, a paisagem linda e chegamos bem.
Foi uma alegria rever a cidade que povoa minhas melhores lembranças da infância e rever meus tios e primos tão queridos. Uma pena estarem tão poucos ainda por lá.

De início fiquei bem perdida, a cidade mudou muito, mas logo já estava (mais ou menos) sabendo onde estava.
Foram dias muito bons e apesar da correria e do pouco tempo, foi bom receber uns abraços apertados de saudades e amor, com ênfase para as minhas primas Andréa e Joselaine, nunca mais na vida vou esquecer do calor daqueles abraços, longos, apertados, carinhosos.
Tio Adolfo
Rever o tio Adolfo, ainda bem apesar da idade e dos problemas de saúde foi uma benção, e também o primo Lilo, filho dele que mora no Rio e eu não via há séculos.

Algumas fotografias pra trazer de lembrança e a promessa de voltar em breve.

A viagem de volta foi uma aventura. Com a intenção de fazer o mesmo caminho da ida, em teoria já conhecido, conseguimos de novo errar o percurso. Entre mil paradas para saber onde estávamos e pra onde deveríamos ir, levamos nove horas e meia pra chegar em casa e ao invés dos 280km pretendidos, fizemos quase 450!
Vó Santina, enfim uma foto dela.

Apesar disso, a viagem foi tranquila. Estávamos perdidos, mas demos muita risada da situação e chegamos bem em casa. Mortos de cansaço, mas bem.

Enfim, foi um programa diferente, parecemos cavalo de padeiro que faz sempre o mesmo percurso, então viajar para outro lugar e ainda se perder no caminho foi uma diversão. Matamos saudades, as crianças conheceram outros parentes, o balanço geral foi bem positivo.



 Serra das Antas, ponte, gruta e fonte à beira da estrada.




















Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Olá, querida
    Felicidade pra toda a família...
    Feliz 2014!!!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...