Ache aqui o que você procura!

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Política

Há quem diga que não gosta de política. Nem de políticos. Entendo, todo dia vemos histórias de corrupção, de lavagem de dinheiro, de conchavos, artimanhas e outras coisas menos publicáveis sobre nossos políticos.

Mas para essas pessoas vou dar uma notícia: a vida é feita de política e mesmo quem foge dela, exerce de uma forma ou outra a política.

Exercemos a política diariamente, no modo como nos relacionamos com nossos vizinhos, na maneira como tratamos nossos colegas de trabalho ou negociamos um aumento com o chefe, no jeitinho em que criamos nossos filhos fazendo acordos, estabelecendo regras e rotinas e mostrando que cada ato tem uma consequência: atos bons geram consequências boas e atos ruins geram consequências ruins.

As pessoas bradam por mudanças, querem justiça social, menos impostos, mais segurança, saúde e educação. Querem cidadania. Mas não querem exercer seu maior direito - e também dever - de cidadão: votar.
Imagem: Daqui


Alguns irão me perguntar – “pra que votar? em quem votar?” – Mesmo que os candidatos não sejam dos melhores, mesmo sem muita esperança, é preciso votar. É um dever cívico, mas também é nosso direito! Temos o direito de escolher quem vai administrar nossas cidades e quem vai nos representar diante deste administrador.

“Ah, mas são sempre os mesmos!” – Pode ser, mas tem algum que ainda não foi eleito. Vote nele. Se ele não for bom o suficiente, sua eleição mostrará aos outros – aqueles de sempre – o descontentamento do povo com as suas ações ou omissões.

Somos responsáveis pelas mudanças que almejamos. Se desejamos cidadania, temos que exercê-la.

Assistir ao horário político pode ser uma chatice, mas ainda é a melhor forma de conhecermos todos os candidatos. Vê-los falar, ver como se articulam e principalmente, ver o que propõem é essencial para uma boa escolha. Também pode render boas risadas vendo os absurdos que nos ofertam.

Omitir-se não é a melhor saída. Omitir-se é perder o direito de escolher, é perder o direito de cobrar, é perder o direito de denunciar e punir quem sai da linha.

Não se omita, exerça seu direito.
Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Tukinha, é isso aí.
    Tinha ensaiado mentalmente um texto para publicar no dia da votação falando justamente sobre isso. Há quem pense que política se faz lá. Mas fazemos política no nosso cotidiano, sempre.

    Assisto aos programas eleitorais, não sempre, mas assisto e procuro pesquisar sobre a vida pregressa dos que tentam a reeleição. Ah! e elimino de cara aqueles que se candidatam a vereador e propõe coisas de competência da União, por exemplo. Esse é um caso daqueles que ouviram o galo cantar, mas não sabem onde.

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Muito bem Tuka! Todos cobram tanto dos politicos mas esquecem que os responsaveis por eles estarem lá, fazendo nada ou fazendo algumas coisa, somos nós! O país tem é que levar a politica mais a sério. A começar pela propria a população

    ResponderExcluir
  3. É isso aí! Eu trabalho com política, adoro política e sonho com um mundo onde políticos serão apenas pessoas do bem! Faço minha parte!
    Beijo

    #amigacomenta
    www.manumamae.blogspot.com.br
    @emanoellew

    Manu

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...