Ache aqui o que você procura!

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Tempo, tempo, tempo, tempo…

Assisti com o marido ao filme sobre a vida e morte do brasileiro Jean Charles (para os desinformados tem um resumo aqui) e além da história que eu já conhecida me impressionou saber de quanto tempo se passou desde que este fato aconteceu.

Sou só eu, ou todo mundo perde um pouco a noção dessa passagem de anos, de vida, de história que corre junto com o tempo?

Parece que só me dou conta desta passagem em eventos pontuais, como aniversários, ou em momentos como estes, em que um fato que foi bastante noticiado é novamente lembrado e então percebemos que embora pareça ter acontecido outro dia, foi anos atrás.

Quando as crianças fazem aniversário a gente faz uma retrospectiva mental, às  vezes com a ajuda de fotografias. Mas é de uma hora pra outra que algo nos dá um estalo e a gente diz: “puxa, como você cresceu!'”

Me olho no espelho todos os dias e é claro que vejo no meu rosto que o tempo passou. Mas é também num estalo, que percebo o quanto passou.

Este texto não é um lamento por estar ficando velha. Ao contrário. Acho natural que, vivendo minha própria história o tempo passe mesmo mais desapercebido. Mas cada vez que tenho esses estalos, constato o quanto já vivi, quantas histórias presenciei, quanto amor e carinho já senti e recebi, quantas coisas e pessoas conheci…

Já iria dizer que meu único lamento é ter memória ruim e não lembrar de tudo, mas acabei por constatar que isso também é uma benção. Minha carga de vida é tão grande, que lembrar de tudo significaria não ter espaço pra viver mais nada.

Então, deixemos que o tempo cumpra sua missão de passar, sem freios, sem barreiras. E que tenhamos sempre a sabedoria de aprender com ele, aproveitar as coisas boas que ele trás, deixando que ele leve consigo as coisas ruins. Absorver e viver as emoções, mas não deixarmos esquecidas as injustiças, como a do caso citado no início deste post, para que a verdade sempre prevaleça, mesmo que tarde.

“Sem rancor, sem saudade, sem tristeza. Sem nenhum sentimento especial a não ser a certeza de que, afinal, o tempo passou.”
— Caio F. Abreu

Comentários
21 Comentários

21 comentários:

  1. O tempo é muito lento, para os que esperam.
    Muito rápido, para os que tem medo.
    Muito longo, para os que lamentam.Muito curto, para os que festejam.Mas para os que amam, o tempo é eterno. Willian Shakespeare

    ResponderExcluir
  2. Perco constantemente a noção de tempo da "minha vida". Sempre me esqueço de quantos anos tenho e tenho que consultar os conhecidos em volta para definir minha idade.
    Talvez seja um complexo de "Peter Pan", mas a verdade é que não me preocupo em envelhecer, e sei que isso esta acontecendo inevitavelmente. Mas o fato é que, a idade, o tempo que passa, não me impedem (ou não me impeço) de viver com ardor juvenil, cada dia que Deus me presenteia. Mas coisas que parecem que aconteceram ontem, aconteceram à decadas .... mas estão presentes na pessoa que hoje sou.Beijão

    ResponderExcluir
  3.  Não podemos fugir da nossa história Beto. Somos o que vivemos. Envelhecer é parte do processo, mas ninguém fica velho do dia para a noite. É vivendo, um dia de cada vez que isto acontece. Aos poucos. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Vc falando sobre isso, um dia desses eu tava me perguntado sobre aquele menino que matou várias crianças no RJ.
    Acontece que algumas cosias nos chocam, mais não fazem parte do nosso cotidiano, por essa razão o tempo "passa rápido".
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Tuka! Tenho sentido passar mais rápido ainda depois que tive filho..constatei essa semana que o meu daqui a 4 meses faz 1 ano e pirei!! Como foi que 9 meses de gravidez + quase 1 ano se passaram assim voando??
    Ótimo post!
    Bjs!
    Mãe do Theo

    ResponderExcluir
  6. Acho que nossa vida corrida faz com que não notemos a passagem do tempo! Eu me assusto com algumas coisas e principalmente quando olho pra minha #aos2 e a veja tão esperta, nem parece que ontem mesmo estava na minha barriga!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  7. O tempo tem passado rápido demais para meu gosto, sinto que estou deixando passar muita coisa. Meu reencontro comigo mesma também está tentando corrigir isso, para que quando chegar de fato à maturidade eu veja que valeu a pena. Nossa passagem por aqui é muito breve, temos que desfrutar ao máximo dela e aprender o que der.

    ResponderExcluir
  8. Ah é verdade... Tem hora que a gente pensa em algo que aconteceu, faz as contas e percebe... nossa, já passou tanto tempo assim depois disso? Mas não é ruim, é bom pq estamos vivendo, estamos tendo outras coisas para nos ocupar, para viver! Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Tuka, outro dia eu encontrei em um bloco de carnaval um menino que eu peguei no colo, simplesmente um homenzarrão de 16 anos, mas com aparência de 19 ou 20. Menina, fiquei pasma de como muitas vezes eu não percebo essa passagem do tempo. Acho que é a correria da vida mesmo!! Loucura, loucura!

    ResponderExcluir
  10. Oi Tuka!
    É verdade, o tempo passa muito rápido e noutras vezes, como a Ninon falou, quando esperamos por algo, parece parar, mas dá pra ver no espelho como ele voa.
    Ótimo texto o seu.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Oieee,

    Queria tanto ter esta benção da memória ruim!! A minha é tão boa mas, tão boa q ás vezes, ou quase sempre, sofro muito!!
    Mas adoro saber que o tempo está passando e sendo vivido, sentido, aproveitado em todas as escalas e profundidades.
    Afinal, envelhecer é sinal de vida, só não envelhece quem tá morto! ;)

    bjos!

    Loreta #amigacomenta;)
    @bagagemdemae 

    ResponderExcluir
  12.  às vezes a gente não se dá conta do tempo porque as coisas não fazem parte do nosso cotidiano, mas outras vezes é bem o oposto: a nossa vida passa pela gente com tanta velocidade, a gente vive tantas emoções que nem se dá conta de quando foi que isso aconteceu.
    Bjs Fanny

    ResponderExcluir
  13.  É Thaiz, os filhos concomem todo o nosso tempo. É aí mesmo que não vemos mais ele passar! Bjs

    ResponderExcluir
  14.  As crianças é que sempre nos assustam Rose! Um dia elas são um bebezinho frágil e minúsculo, no outro estão conversando com a gente de igual pra igual...

    Bjs

    ResponderExcluir
  15.  E quanto mais a gente aprende, mais curto parece o tempo... Bjs Cris!

    ResponderExcluir
  16.  Só tem tempo pra cuidar do tempo quem perde tempo sem cuidar da vida! Bjs

    ResponderExcluir
  17.  Lilia! Assim é pra matar né? Vc reencontrar aquele bebe rosado que pegou no colo e tá um homem maior que vc deve dar um susto e tanto! Bjs querida

    ResponderExcluir
  18.  Costumo dizer que o tempo voa quando a gente tá se divertindo. E é mais ou menos assim mesmo. A gente não vê ele passar porque esta ocupada demais aproveitando ele!

    Bjs Cida

    ResponderExcluir
  19.  Disse tudo Loreta! Só não envelhece quem tá morto! Quanto às memórias, são como as gavetas. Periódicamente é preciso uma faxina. Pense nisso.

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Eu também assisti ao filme, aí agora que vc falou eu fiquei pensando: ei, quanto tempo faz?? E acabei de levar um susto! Comigo também é assim, perco um pouco a noção da passagem dos anos. Acho que é um pouco porque as coisas andam acontecendo cada vez mais rápido e um pouco porque eu não tenho nenhuma nóia em envelhecer...rsrs

    Ótimo post! E só pra complementar: Alice não chama novela de novela, chama de tempo tempo kkkkk

    Bjs
    Tati
    Mulher e Mãe
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  21. Nossa, Tuka ! Que texto maravilhoso ! Tb tenho esse péssimo ou +otimo defeito de ter memória curta e, às vezes, surpreender-me qye uma determinada coisa que parece ter acontecido ontem já faz um tempão... è, amiga, o tempo, nesse aspecto, é impiedoso, não pára !! Resta a nós sabermos aproveitá-lo com sabedoria. Um grande abraço e um ótimo finde pra vcs

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...