Ache aqui o que você procura!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Cenas do cotidiano

Cena 1:
Mamãe com a Letícia no colo, dando uns amassos e fazendo cosquinhas. Letícia resmunga, reclamando. Aline, a defensora dos fracos, corre na direção da mamãe já xingando: "Não faz assim com ela mamãe! Não judia da Letícia mamãe, ela tá chorando! Coitadinha, vem aqui com a mana..." Aí ela puxa a Letícia do meu colo e abraça a maninha consolando ela.
Morri.

Cena 2:
Aline faz uma travessura qualquer e o papai briga com ela. Gueluda que é, sai chorando, e como sempre, busca alguém que a defenda. Encontra a Camila e se queixa: "Camila, papai brigou com a Aline!" Então a Camila a abraça, e parecendo ter 20 anos em vez dos mesmos 3 que a outra a conforta, passando a mão no rosto dela e dizendo: "Ah, coitadinha dela, não chora Aline, a mana tá aqui, viu?" e virando-se para o pai: "Não briga com ela papai!"
Morri de novo.

Cena 3:
Mamãe coloca o pacote de feijão sobre a mesa e o telefone toca. Mamãe vai atender. Quando mamãe volta para a cozinha, metade do pacote de feijão está esparramado sobre a mesa e a outra metade espalhada pelo chão da cozinha. Aline, com a maior cara de "não fui eu" leva um esbregue daqueles e mamãe a põe sentada de castigo no quarto enquanto discursa sobre o quanto foi feio e inadequado o que ela fez. Nisso a Camila, autoridade da casa, se aproxima da irmã, com o dedo em riste e a mão na cintura, e começa adicionar coisas ao discurso da mamãe: "Que feio Aline! Não sabe que não é pra derramar o feijão? Não sabe que feijão é papá e que não é pra botar papá fora? Que feia, assim mamãe vai brigar..."
Morri traveiz.

Elas vivem disputando os brinquedos, a atenção e o colo da gente e não raro brigam pra valer, trocando tapas e puxões de cabelo. Mas se defendem, se protegem, se acarinham, se consolam. Ao mesmo tempo, umas cuidam das outras, tanto para que não se machuquem quanto para que não façam arte.

É ou não é pra morrer de tanto amor?

Por: Tuka Siqueira / @TukaSiqueira
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Geeeeeeeeeeeente eu tenho q conhecer essas lindezas! Vem para SP!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que fofuuuuuuuuuuuuura!!!!!!
    Ri imaginando as cenas aqui!!!!
    Deus as abençoe cada dia mais!!!

    ResponderExcluir
  3. Tuka, essas suas crianças são fofas demais, dá vontade de ir até aí e dar uma mordida em cada uma!

    ResponderExcluir
  4. Cena 1: MURRIIIIIIIIII

    Cena 2: MURRIIIIIIIIIIII

    Cena 3: MURRIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!


    Lindaaaaaas, que vontade de conhecer vcs, meu Deus!!!

    Beijooooos

    ResponderExcluir
  5. Q fofura!!! Coisas de criança... quando leio coisas assim me dar até vontade de dar um irmãozinho para Henrique rs

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  6. É pra morrer de amor e ressucitar mil vezes!!!! Cisinhas mais amadas! =))

    ResponderExcluir
  7. Tuka,

    Que isso dure a vida toda, e que elas sempre sejam assim.

    Morri de rir imaginado a cena, principalmente agora q meu pequeno me exige um irmão =P

    ResponderExcluir
  8. Tukíssima! Meu dia-a-dia tão corrido no meio de livros e gente,mil coisas para fazer...de repente paro e me encontro com esse texto lindo! Lindo pela poesia contida ali, pelo amor que transparece nas palavras .Belo texto! Linda vida!

    ResponderExcluir
  9. Tukíssima! Meu dia-a-dia tão corrido no meio de livros e gente,mil coisas para fazer...de repente paro e me encontro com esse texto lindo! Lindo pela poesia contida ali, pelo amor que transparece nas palavras .Belo texto! Linda vida!

    ResponderExcluir
  10. Ai meu Deusoooo...eu posso querer todas elas pra mim? Definitivamente a Manuela precisa de alguém para defender e defendê-la. Lindas!

    ResponderExcluir
  11. Lindas, amei
    bjs e um ótimo final de semanawww.viviass.blogspot.comwww.meublogdereceitasfavoritas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. ahhhh meu deus que figuras... hahahahaha

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...