Ache aqui o que você procura!

domingo, 15 de maio de 2011

A fábula do bebê onça

Vou contar pra vocês uma pequena fábula, uma historinha de como a cegonha se enganou e trouxe aqui pra casa um filhote de onça.

Filhotinho é tão bonitinho, mas depois que cresce...

"Era uma noite de muito vento e a cegonha já cansada de tanto distribuir bebês, tinha no seu bico um último bebê para ser entregue: um filhote de onça. 

Com a ventania, todos os papéis (documentos, mapas e coisas do tipo) voaram para longe. Sem ter mais como saber a identidade da mamãe onça nem onde encontrá-la, a cegonha ficou desesperada e começou a voar à esmo, sem destino, procurando avistar a mamãe do bebê onça.

Coitada da dona cegonha! Já estava cansada e ainda teve que ficar voando horas segurando no seu bico aquele bebezinho que nem era tão pequenino assim. Estava pesado e seu bico já ameaçava se quebrar de tanto esforço. 

Desnorteada de tanto cansaço, com os olhos turvos de aflição, a cegonha avistou algo na terra que parecia ser a mamãe onça. Era uma criatura bastante ansiosa, que andava de um lado para o outro como se estivesse à espera de algo e de vez em quando lançava uns grunhidos. Estava certa, essa era a mamãe onça!

Sem demora, dona cegonha desceu e entregou àquela mãe o seu filhote, e antes que houvesse tempo para reclamações, tratou de desaparecer. Afinal ainda tinha muitas entregas para fazer e precisava descansar um pouco.

Foi assim que a Letícia veio parar aqui em casa: a cegonha me confundiu com uma onça (isso nem é tão difícil assim) e entregou pra mim um filhote do felino.

Filhotes de onça são tão fofos quando pequenos! Dóceis, e mimosos, parecem gatinhos. Mas à medida que crescem, começam a mostrar suas garras afiadas e mantê-los domesticados é um desafio enorme. 

Principalmente porque o seu DNA felino aflora justamente quando ela está cansada e com sono, e como ela não gosta de dormir para não perder os acontecimentos à sua volta, sempre alerta ela vira uma verdadeira fera.

Mas ela nasceu de mim, que também sou uma onça de braba, mas tenho meu lado doce. E é esse lado que tem que ser explorado, juntamente com muita paciência para conseguir "domar" esse bichinho brabo.

Moral da história: Dizem que a fruta não cai muito longe do pé. Se Letícia parece às vezes com um pequeno filhote de onça é porque ela tem a quem puxar."


São criAnças....
... ou criOnças?
 É isso. Aquele bebê fofo, calminho e pra quem tudo estava sempre bom, deu lugar à uma criança que não tá de acordo com nada e briga por tudo.  Letícia é a criança mais sorridente, meiga e feliz que eu conheço, mas quando resolve complicar, sai de baixo! É como eu costumo dizer: aqui em casa não tenho criAnças, tenho criOnças. E a pequena não fugiu à regra, ao contrário, é quem mais faz jus à ela!


Boa semana à todos!




.
Comentários
10 Comentários

10 comentários:

  1. ahahaha ótima fábula!
    Saudades de vc querida!
    Bjss
    Dani

    ResponderExcluir
  2. já tinha ouvido crionças hehehe hoje entendo!
    Beatriz tem seus momentos onça tb viu...e eu tb sou mamae onça de vez em sempre kkkk vamos ver como sairão os próximos filhos hehehe bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Tuka,
    dorei a fábula. Eu digo que aqui tenho uma gatinha dengosa a noite que se transforma em uma jaguartirica nervosa pela manhã. E tem que ter muita paciência para domar esses bichinhos e seus instintos e aproveitar o que nós temos de melhor.

    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua fábula...Você como sempre criativa!!

    Fofíssima a sua crionça, hehehe

    ResponderExcluir
  5. Nossa aqui em casa tb está acontecendo isso. meu filho passa de fofo amável e tranquilo, pra o menino mais bravo do pedaço, é inacreditável... se vc descobrir como domar as ferinhas me passa a fórmula viu? rsrsrs bjocas!

    ResponderExcluir
  6. Hahahahahhahahaha

    Miiiaaauuu, Letícia gatinha!

    Aqui tbém, costumava dizer que eu tinha uma lady em casa, agora tenho uma terrorista estagiando!

    Beijos querida, boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Morri de rir!!!
    Meu gatinho também tem colocado as garrinhas de fora.
    Daí o maridão olha pra mim e diz "só queria saber quem esse menino puxou..." rsrsrs
    E todos são unânimes em dizer que ele é bravo igual a mãe.

    Bjs querida e uma ótima semana!
    Ah e muita doçura e sabedoria pra nós :)

    ResponderExcluir
  8. Ola, Tuka, querida! Tambem tenho um crionça por aqui! Todo dia é uma luta...rs! Adoro seu bloguinho, viu? beijinhnos, Gi

    ResponderExcluir
  9. kkkkkkkkk Tuka, achei muito engracado a fabula de sua Leticia!! Essa de crionca eh nova pra mim...vamos ver se Deus vai me poupar de um, ou a cegonha vai confundir tb e me mandar uma :)rsrs

    bjs

    ResponderExcluir
  10. ahahaha ótima fábula!
    Saudades de vc querida!
    Bjss
    Dani

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...