Ache aqui o que você procura!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Corajosa, eu???

Tigre. Animal lindo. Para mim é um símbolo de coragem.
Ontem eu twittava com @Sao__Pedro, num papo comum entre pessoas que não se conhecem sobre o tempo e suas mazelas e me queixava do calor e da inconstância do tempo quando entre questionamentos mandei um link do blog para ele. Não sei o quanto leu nem sobre o que leu, mas depois me chamou de corajosa.

Tenho ouvido esse adjetivo muitas vezes. Nas raras oportunidades que saio à rua com minhas 3 crianças, invariávelmente ouço alguém me chamando de corajosa. Quando as pessoas conhecem minha história, sobre minha doença, sobre as crianças, enfim... sempre alguém me chama de corajosa.

Fico sem graça quando me dizem isso, pois não sei se esta palavra me descreve, às vezes me soa até como deboche. Sempre me achei muito covarde. Tenho medo de coisas tão ridículas que nem valem comentários... Também acho excesso de coragem algo meio idiota, tipo o cara que escala uma montanha gelada, sozinho e sem suprimento de oxigênio, ou o cara que enfileira trocentos carros para saltar de motocicleta por cima,. Pra muitos é coragem, pra mim e burrice.


Coragem ou burrice?
Só sei que me pus a pensar no assunto. Se eu soubesse como seria minha vida, talvez tivesse desistido de viver (oi?) ou teria me deprimido por antecipação. Tenho muito medo do que não sei, do que está por vir, do desconhecido. Mas quando a vida me impõe seus obstáculos eu os ultrapasso. Como me disse uma vez minha tia Marli (já prometi falar dela, ainda estou devendo) num ditado muitas vezes repetido por minha mãe: "quando a água bate na bunda, o sujeito aprende a nadar" acho que é isso que me acontece. Na iminência de morrer afogada, virei campeã de natação! 

Eu me deprecio demais, não me dou o devido valor. Acho que enfrentar os obstáculos é sim um sinal de coragem sim. Tá, eu me queixo da vida, reclamo, resmungo, mas quem não faz isso ao menos de vez em quando? Também acho que me queixo bem menos do que teria direito. Tenho dores nas costas e nos quadris que muitas vezes me impedem de andar, mesmo assim eu ando. Sofro demasiadamente com o calor, me sinto EXTREMAMENTE cansada, como se tivesse carregado o mundo nas costas, mas apesar disso faço minhas coisinhas, corro atrás das crianças o dia todo, faço comida com o umbigo encostado no fogão (pra morrer de calor mesmo) e faço o que é possível fazer com a pouca energia que tenho. 

Quanto a ter 3 bebês pequenos, quase ao mesmo tempo, não foi uma escolha, uma opção deliberada. Aconteceu. Eu poderia ter evitado? Claro que sim, mas se não evitei foi inconscientemente. Talvez porque as desejasse mais do que minha razão permitia, talvez porque ser racional nunca tenha sido mesmo meu forte. Mas elas estão aqui e eu sou a mãe delas. A despeito da minha pouca paciência e do meu cansaço, faço tudo o que posso e o que eu não posso por elas. Elas me cansam, me irritam às vezes, mas são elas que me fazem sair da cama todos os dias e não me entregar à depressão, ao cansaço, à desesperança.

Quando ouvia histórias de suicidio pensava que aquela pessoa tinha que ter muita coragem para abdicar da vida, principalmente de maneiras sempre tão traumáticas, mas refletindo sobre o assunto acho que sempre estive errada, abdicar da vida e deixar todos os problemas e preocupações nas mãos dos outros é muito fácil. Fugir é muito fácil. Já viver é bem difícil, ficar aqui com todas as alegrias que a vida nos traz mas também com todas as dificuldades que ela nos impõe (bônus e ônus) é só para os fortes, para os corajosos.

Então foi preciso uns 2 ou 3 twitts de @Sao__Pedro para que eu me desse conta do quanto sou corajosa, ao contrário do que sempre me imaginei. Ta lá, São Pedro agora é meu novo santo de devoção.
Comentários
14 Comentários

14 comentários:

  1. Corajosa sim! Conheço gente que com bem menos problemas que você já se entregaram amiga! Corajosaaaaa e guerreiraaaaaa \o/
    Viva a Tuka (sem deboche tá!) =*****

    ResponderExcluir
  2. Amei o post, o blog!
    Vc é corajosa sim!
    Continue assim: coragem!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    beijos

    Ana Carolina - @anacarolinaqui

    ResponderExcluir
  3. Quando tu me falou que tinha 5 filhotes, mas principalmente 3 pequenos e ainda por cima sofria dores, pensei no exato momento, nossa essa gaucha é corajosa, eu tenho dois e me viro nos 30 imagino você, mas a coragem que digo que você tem é de mulher guerreira, muito mais "macho" que muito 'macho" entendeu né...parabens mulher de fibra...beijocas no quinteto e em vc.

    ResponderExcluir
  4. Muito corajosa!eu com a Déborah de 16 a Mariana de 7 e o Gabriel de 5 já me vejo louca,imagino tu com 3 pequenas afff o dia deve ser uma maratona,acho que ter tempo pra postar é bem difícil eu não conseguiria.

    ResponderExcluir
  5. Tudo o que você faz com amor vale a pena.

    Continue fazendo o que gosta!

    ResponderExcluir
  6. amiga
    na minha opinião, coragem não é a melhor palavra que te define...claro que vc a tem e muita !!! Mas quando conheci a sua história , me veio logo a cabeça: que mulher guerreira ! Não sei como vc faz para administrar casa, cansaço, marido, filhos, blog... nossa !!! Mas lendo o ditado que vc escrevu, lembrei de tantos outros... Não sei se vc acredita em Deus ou no destino, mas tudo que acontece deve ter mesmo um propósito em nossas vidas... Se não fosse as suas pequenas, é como vc mesma disse... talvez tivesse dias que v nem levantasse da cama. Mas com as 3 não deve ter mesmo jeito, né ? Deus deu-te essas três crianças para que elas pudessem devolver-te um pouco da vitalidade que a doença te tirou... Vc é corajosa , sim, mas mais do que isso: é guerreira, exemplo ! um grande abraço

    ResponderExcluir
  7. Corajosa sim!!! e não com deboche e sim com muito orgulho de conhecer uma pessoa assim!
    Que apesar da doença e de todas as dificuldades, levanta todos os dias e cuida das suas crias melhor que muita gente que o único problema da vida é q ultrapassou o limite do cartão de crédito ;)
    Uma mulher que não deixa de ser mulher pq é mãe.
    Não deixa de ser amiga, preocupada, cuidadosa, pq tem os seus próprios problemas.
    Não deixa seus amigos de lado porque tem pouco tempo livre...

    você é linda, corajosa e um exemplo a seguir!

    beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Tuka, pode ser que coragem não seja o melhor adjetivo que te define, mas com certeza se aplica muito bem.
    As vezes me pego pensando que você é uma heroína, pois enfrenta seus problemas diários e eles não devem ser poucos e eu que sou tão saudável, nem filhos quero ter para não me dar trabalho.
    Você pode e deve se considerar uma pessoa especial e que tem muito a ensinar a todos nós.
    Um grande beijo

    ResponderExcluir
  9. Tuka, corajosa sim, texto ótimo!

    ResponderExcluir
  10. O adjetivo que eu usaria para lhe definir é forte, por tudo o que você descreveu e outras coisas que percebemos lendo os seus posts, mas corajosa também se aplica. Aliás, a coragem é um tipo de força. Você enfrenta todas essas dificuldades conservando o bom humor, em um verdadeiro exemplo aos que reclamam de tudo e de todos. Sou orgulhosa de ter lhe conhecido e considerar-me sua amiga!
    Beijo no coração
    Adri

    ResponderExcluir
  11. Tuka querida, demorei mas apareci.
    Olha,achei seu texto comovente, e quer saber? Acho que vc é corajosa sim,acho q a vida exige isso da gente, é a estória da água q bate na bunda.
    Escrevi um texto ontem mais ou menos sobre isso, corágem pra viver, pra cuidar de si mesmo.
    Da uma passada la espero que goste.

    Um grande beijo pra vc e suas florzinhas.

    ResponderExcluir
  12. Voce e' uma mulher de garra, e corajosa pela luta constante contra os efeitos da doenca tendo que cuidar de tres criancas pequenas, casa, marido, filha mais velha. Ser corajosa nao quer dizer que vc nao possa ter medo de nada!
    grande beijo

    ResponderExcluir
  13. amiga
    na minha opinião, coragem não é a melhor palavra que te define...claro que vc a tem e muita !!! Mas quando conheci a sua história , me veio logo a cabeça: que mulher guerreira ! Não sei como vc faz para administrar casa, cansaço, marido, filhos, blog... nossa !!! Mas lendo o ditado que vc escrevu, lembrei de tantos outros... Não sei se vc acredita em Deus ou no destino, mas tudo que acontece deve ter mesmo um propósito em nossas vidas... Se não fosse as suas pequenas, é como vc mesma disse... talvez tivesse dias que v nem levantasse da cama. Mas com as 3 não deve ter mesmo jeito, né ? Deus deu-te essas três crianças para que elas pudessem devolver-te um pouco da vitalidade que a doença te tirou... Vc é corajosa , sim, mas mais do que isso: é guerreira, exemplo ! um grande abraço

    ResponderExcluir
  14. Amei o post, o blog!
    Vc é corajosa sim!
    Continue assim: coragem!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    beijos

    Ana Carolina - @anacarolinaqui

    ResponderExcluir

Que bom que você veio!
Deixe aqui a sua impressão,
opinião ou recadinho.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...